Política-ABC, Santo André, Sua região

S.André negocia dívida para finalizar Centro Especializado em Reabilitação

erra anunciou que  as obras do equipamento poderão ser retomadas no próximo mês. Foto: Ricardo Trida/PSAO prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB) esteve na tarde de ontem (7), no local onde funcionará o futuro Centro Especializado em Reabilitação (CER), o primeiro equipamento de referência para atendimento de pessoas com deficiência física, auditiva, visual e intelectual do ABC, localizado no bairro Campestre.
Durante a vistoria, Serra anunciou que as obras do equipamento, paralisadas em setembro de 2016 por falta de pagamento, poderão ser retomadas no próximo mês, permitindo que o espaço seja inaugurado em janeiro de 2018.

“Já negociamos com outros fornecedores os restos a pagar do ano passado e estamos colocando as contas da prefeitura em dia. Dentro desses acordos, fizemos uma proposta para a construtora de que pagaríamos imediatamente 50% da dívida e o restante dentro de 120 dias, e eles então retomariam o serviço”, comentou Serra.

O valor total da obra é de R$ 6,1 milhões, sendo R$ 5,2 milhões de recurso federal e o complemento de contrapartida municipal. Para finalizar os trabalhos, falta aproximadamente R$ 1 milhão, sendo R$ 490 mil do que já foi feito pela construtora Faconstru (restos a pagar) e mais R$ 500 mil pelo que será finalizado pela empresa (piso, forro e instalação da parte elétrica). Porém, esse último montante será pago com os 10% que falta o Ministério da Saúde repassar ao município após conclusão das obras, valor na ordem de R$ 525 mil. O custeio mensal do centro, que está cadastrado no Ministério da Saúde como CER IV, será de R$ 500 mil, sendo R$ 400 mil de recurso federal e o restante do município.

Oportunidade

Visitando o local, Serra identificou uma oportunidade para instalar a unidade de saúde do bairro Campestre, que hoje funciona em espaço alugado, em um anexo ao prédio do CER. “Existem espaços ociosos dentro desse mesmo lote. Vamos avaliar se a área ao fundo do equipamento poderá ser vendida e com esse valor, poderíamos instalar a unidade de saúde na área ociosa ao lado do prédio, isso economizaria cerca de R$ 8 mil por mês com o aluguel”, destacou o prefeito.

O Centro Especializado de Reabilitação atenderá com uma equipe multidisciplinar e desenvolverá um trabalho integrado. Haverá equipe de fisioterapia, fonoaudiologia, terapia ocupacional, acupuntura, psicologia, além de otorrinolaringologistas, oftalmologistas e neurologistas.

Deixe uma resposta