Brasileirão, Esportes

Corinthians e Santos fazem clássico com apostas da base

Pedro Henrique e Thiago Maia: crias da base entre titulares. Fotos: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians e Guilherme Dionizio/FolhapressCorinthians e Santos se enfrentam hoje (3), às 19h, em Itaquera, pela quarta rodada do Brasileiro, em momentos distintos. Enquanto um ainda desfruta de título recente e bom começo na competição, o outro sofre pressão por uma temporada cambaleante.

Porém, algo em comum acende a rivalidade do clássico. A partida promove um duelo entre escolas de formação de jogadores: o Terrão contra os Meninos da Vila.
Os corintianos têm três crias recentes da base entre os titulares, mesmo número santista: o zagueiro Pedro Henrique, o lateral Guilherme Arana e o volante Maycon. A conta poderia aumentar com o lateral-direito Fagner e o atacante Jô, revelações corintianas da década anterior.

O maior campeão da Copa São Paulo, com dez taças, recentemente mudou a tendência de pouco usar seus jovens talentos. Em dificuldades financeiras, o clube parou de buscar reposições no mercado e passou a apostar na base.

“Nós, do Terrão, sempre subimos quando o clube está em situação desfavorável. Perdem-se atletas pelo caminho. Acredito que o Santos aposta mais, é quem aproveita melhor seus garotos”, disse o atacante Gil, formado pelo clube nos anos 2000. Tudo para recuperar o histórico de grandes nomes revelados, como os de Viola, Zé Elias, Sylvinho, Kleber, Edu Gaspar, Gil, Willian e Marquinhos. O último foi o atacante Malcom, negociado com o Bordeaux-FRA, em 2016.

Se o termo “terrão” batizou as crias da base corintiana pela característica do campo que era usado pelo clube, os Meninos da Vila nasceram em 1978, com uma geração de garotos liderados por Pita, Juary e João Paulo.

O Santos reacendeu a fama de revelador de talentos com a geração de 2002, também “à força”. Em sérias dificuldades financeiras, apostou em uma safra talentosa que foi além das expectativas.

“Devido à dificuldade dos clubes em contratar jogadores caros, as bases estão se fortalecendo. O Santos de 2002 foi campeão brasileiro e, de lá para cá, estamos usando muitos garotos”, afirmou o ex-meia Elano, expoente dessa geração e atual auxiliar-técnico no clube. O time que lançou as duplas Diego/Robinho e Neymar/Ganso foi bicampeão da Copinha, em 2013 e 2014.

Os nomes no atual time treinado por Dorival Júnior correspondem, curiosamente, às mesmas posições do rival: o zagueiro Lucas Veríssimo, o lateral-esquerdo Zeca e o volante Thiago Maia.

O zagueiro Gustavo Henrique, também titular, ainda se recupera de lesão no joelho. Zeca e Maia são os mais conhecidos. A dupla foi campeã olímpica e tem sondagens para deixar o clube.

 

CORINTHIANS x SANTOS

Ár­bi­tro: Anderson Daronco (Fi­fa/ES). Estádio: Arena Corinthians, em São Paulo, às 19h (pay-per-view).

CORINTHIANS

Cássio; Fagner, Pedro Henrique, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho e Ángel Romero; Jô. Técnico: Fábio Carille.

SANTOS

Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Copete; Renato, Thiago Maia e Vladimir Hernández; Vitor Bueno, Bruno Henrique e Ricardo Oliveira. Técnico: Dorival Junior.

 

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*