Morando lança programa de participação popular | Diário Regional

Morando lança programa de participação popular

19/05/2017 6:49
Print Friendly

Morando: “vamos executar as demandas dentro da capacidade”. Foto: Gabriel Inamine/PMSBCO prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), lançou ontem (18) o programa “Governar com você”, que permite à população contribuir para a definição de ações e investimentos futuros da administração. Com a medida, os munícipes podem participar da elaboração da Lei Orçamentária Anual (LOA) e do Plano Plurianual (PPA), dois instrumentos de planejamento financeiro da prefeitura.

A medida atende à determinação de legislação, que estabelece a consulta pública para recebimento de demandas populares em cidades com orçamento superior a R$ 1 bilhão. Também havia sido utilizada na formulação do plano de governo de Morando, no ano passado, durante a campanha eleitoral.

Para enviar sugestões, os moradores podem acessar o site www.governarcomvc.com.br e determinar as prioridades em 14 áreas de atuação que precisam receber melhorias e investimentos. Para os munícipes que não têm acesso à internet há a possibilidade de preenchimento de formulário nas unidades da Rede Fácil.

Segundo o prefeito, o antigo modelo de participação popular da prefeitura – o Orçamento Participativo (OP), marca das gestões petistas – despendia cerca de R$ 6 milhões. A partir de agora, esse mecanismo passará a custar R$ 500 mil para a administração, incluindo a divulgação.

“Trata-se de um instrumento inovador e moderno de participação popular. Além de ajudar a formulação do orçamento, permite ouvir os desejos reais da população e de aferir o sentimento dos munícipes”, disse

Morando, durante a apresentação do programa que lotou o Teatro Inezita Barroso, localizado dentro do complexo do Centro Educacional Unificado (CEU) Regina Rocco Casa, na Vila São Pedro.

As críticas ao OP petista residiam, principalmente, no fato de que as demandas contempladas pelo programa representavam apenas uma pequena fatia do orçamento municipal. Morando destacou que a prefeitura não vai criar um “balão de ilusão” com o programa. “Com transparência e falando a verdade, vamos colher as demandas, mas executá-las dentro da capacidade do orçamento, afetado pela crise econômica”, afirmou o tucano.

Um balanço das demandas será apresentado no dia 30 de junho. Após a coleta de informações, as principais reivindicações serão catalogadas e incorporadas ao planejamento do Executivo. “O político não pode ter visão estrábica da cidade. O programa nos dará um feedback bastante aprimorado dos anseios da sociedade”, destacou Morando.

Palavras-chave:


Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: