DOUTORES DA ALEGRIA LEVAM INÉDITO "BLOCO DO RISO FROUXO" A OITO HOSPITAIS PÚBLICOS DE SÃO PAULO | Diário Regional

DOUTORES DA ALEGRIA LEVAM INÉDITO “BLOCO DO RISO FROUXO” A OITO HOSPITAIS PÚBLICOS DE SÃO PAULO

17/02/2017 6:25
Print Friendly

Besteirologistas passarão pelo Itaci, Santa Marcelina, Hospital Universitário,

Instituto da Criança, Mandaqui, M’Boi Mirim, Campo Limpo e Grajaú, de 20/2 a 20/3

 

Habituados a levar as festividades de São João e Natal aos hospitais públicos de São Paulo, os Doutores da Alegria acrescentam mais uma efeméride ao seu calendário de apresentações temáticas em 2017.

Trata-se do Bloco Do Riso Frouxo, cortejo de Carnaval inédito que, durante um mês, percorrerá oito unidades de saúde da Capital, a começar pelo Instituto de Tratamento do Câncer Infantil (Itaci), no dia 20 de fevereiro. Depois, a folia segue para o Hospital Santa Marcelina (21/2), Hospital Universitário (2/3), Instituto da Criança (6 e 20/3), Hospital do Mandaqui (7/3), Hospital do M’Boi Mirim (13/3), Hospital Municipal do Campo Limpo (14/3), e Hospital Geral do Grajaú (21/3).

Toda a ação é construída a partir da linguagem do palhaço, com base no improviso e no humor, potencializando as relações saudáveis e contribuindo com a inclusão sociocultural. O repertório inclui marchinhas antigas e hinos compostos pela própria trupe. Foto: Divulgação 

A ideia de levar um bloco de carnaval para festejar junto às crianças hospitalizadas inspirou-se no Bloco do Miolinho Mole, já bastante popular no Recife (PE), formado por atores da sede pernambucana da associação; e no bloco da Seringa Solta, no Rio de Janeiro (RJ), que reúne grupos participantes do projeto Plateias Hospitalares, com curadoria do Doutores.

Ambos já levam há muitos anos o Carnaval para perto dos pacientes impossibilitados de saírem às ruas por conta de seu tratamento. Além deles, profissionais de saúde e acompanhantes também participam da festa.

Toda a ação é construída a partir da linguagem do palhaço, com base no improviso e no humor, potencializando as relações saudáveis e contribuindo com a inclusão sociocultural. O repertório inclui marchinhas antigas e hinos compostos pela própria trupe.

O carnaval é uma das manifestações culturais mais disseminadas no Brasil, é um grande respiro da sociedade onde as pessoas podem se fantasiar e revelar seus sonhos e desejos. Não poderíamos ficar de fora dessa grande brincadeira. Então, enquanto os paulistanos estiverem ocupando ruas e bailes, os besteirologistas estarão nos corredores dos hospitais, com toda a alegria que a figura do palhaço possa levar”, afirma Ronaldo Aguiar, diretor artístico do grupo.

DOUTORES DA ALEGRIA

Doutores da Alegria é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos que utiliza a arte do palhaço para intervir junto a crianças, adolescentes e outros públicos em situação de vulnerabilidade e risco social em hospitais públicos e ambientes adversos.  Fundada por Wellington Nogueira em 1991, a associação já realizou mais de um milhão de visitas a crianças hospitalizadas, seus acompanhantes e profissionais de saúde.
A partir das intervenções em hospitais, Doutores da Alegria amplia canais de diálogos reflexivos com a sociedade, compartilhando o conhecimento produzido através deformação, pesquisa, publicações e manifestações artísticas, contribuindo para a promoção da cultura e da saúde e inspirando políticas públicas.
Desde 2016 a associação se reposiciona institucionalmente a partir de uma nova governança e uma nova tarefa institucional, propondo a arte como mínimo social, ou seja, como uma das necessidades básicas para o desenvolvimento digno do ser humano, assim como alimentação, saúde, moradia e educação. O trabalho é gratuito para os hospitais e mantido por doações de empresas e de pessoas.

 

  •  

 

  • DATAS E LOCAIS

 

  • 20/2 – Instituto de Tratamento do Câncer Infantil (Itaci)
    Rua Galeno de Almeida, 148 – Pinheiros, São Paulo.
  • 21/2 – Hospital Santa Marcelina
    R. Santa Marcelina, 177 – Itaquera, São Paulo.

 

  • 2/3 – Hospital Universitário
    Av. Prof. Lineu Prestes, 2565 – Butantã, São Paulo.

 

  • 6/3 e 20/3- Instituto da Criança (ICr)
    Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 647 – Jardim Paulista, São Paulo.

 

  • 7/3 – Hospital do Mandaqui
    R. Voluntários da Pátria, 4301 – Mandaqui, São Paulo.

 

  • 13/3 – Hospital M’boi Mirim
    Estrada do M’Boi Mirim, 5203 – Jardim Angela, São Paulo.

 

  • 14/3 – Hospital Municipal do Campo Limpo
    Estr. de Itapecerica, 1661 – Campo Limpo, São Paulo.

 

  • 21/3 – Hospital Geral do Grajaú
  • R. Francisco Octávio Pacca, 180 – Pq. Nações Unidas, São Paulo.

  • Horário das apresentações: entre 10h e 12h.
Palavras-chave:


Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: