Santos vence na Vila e segue na caçada ao alviverde | Diário Regional

Santos vence na Vila e segue na caçada ao alviverde

18/11/2016 2:23
Print Friendly

Santistas comemoram gol marcado por Ricardo Oliveira. Foto: Ivan Storti/Santos FCNa caçada ao líder Palmeiras, o Santos cumpriu sua missão, derrotou o Vitória por 3 a 2 na Vila Belmiro e manteve mais uma rodada na segunda colocação do Brasileiro.

Após o apito final, os alvinegros ficaram na torcida para o tropeço do Palmeiras. O líder empatou por 1 a 1 com o Atlético-MG e a diferença diminuiu para quatro pontos (71 a 67).

Para não depender de outro tropeço do Palmeiras e se manter com chances de título, o Santos tem de derrotar o Cruzeiro, no próximo domingo, no Mineirão. Faltam três rodadas para o final do Campeonato.

A situação do rubro-negro só não ficou pior porque o Inter empatou por 1 a 1 com a Ponte Preta no Beira-Rio. Com esse resultado, o time baiano se manteve fora da zona de rebaixamento.

Os dois ameaçados de ir à Série B estão com 39 pontos. O Vitória leva vantagem no critério de desempate gols marcados (45 a 33).

A diferença técnica de Santos e Vitória deixou claro por que um está na briga pelo título e o outro seriamente ameaçado pela degola.

Mais do que à vontade no alçapão da Vila Belmiro, o Santos usou seu repertório de alto poder ofensivo para encurralar o adversário.

O primeiro gol foi uma aula de toque de bola. Lucas Lima, Vitor Bueno, Copete e Ricardo Oliveira, que ajudou sem tocar nela, construíram a jogada. O único problema é que Copete recebeu a bola em impedimento.

A necessidade de pontuar obrigou os baianos a correr riscos. O veloz atacante Marinho foi quem mais se destacou e ofereceu perigo em suas arrancadas.

O esforço do principal homem do time visitante foi compensado no início da primeira etapa. No pênalti cometido pelo zagueiro Yuri, o jogador do Vitória empatou a partida.

Mais um pênalti

O sonho da virada durou pouco. O Santos resolveu apertar de novo e conseguiu, também em uma penalidade, anotar o segundo tento. O centroavante Ricardo Oliveira nem deu chances ao goleiro Nilson.

Em uma bobeada do zagueiro Victor Ramos, Copete, que tinha feito um gol no primeiro turno no Barradão, aproveitou, brilhou mais uma vez e fez o terceiro.

Com o triunfo sacramentado e o time à espera do apito final, o meia Serginho, que pertence ao Santos, apareceu na área, cabeceou e diminuiu para 3 a 2.

Palavras-chave:


Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: