Uso de 'volume morto' deve adiar recuperação do Cantareira | Diário Regional

Uso de ‘volume morto’ deve adiar recuperação do Cantareira

06/05/2014 13:00
Print Friendly

SÃO PAULO – O uso do chamado “volume morto” das represas do sistema Cantareira vai atrasar a recuperação dos mananciais quando a chuva voltar, dizem especialistas.

O “volume morto” é formado pela água que está no nível mais profundo das represas. Por ficar abaixo da tubulação que capta o líquido dos reservatórios, precisa ser bombeada para a superfície. Essa reserva começará a ser usada no próximo dia 15.

Porém, se o próximo verão não tiver temporais fortes e constantes, o risco de desabastecimento das 9 milhões de pessoas que usam o Cantareira se repetirá em 2015.

Atualmente, as represas que formam o sistema estão com 10% de sua capacidade. Segundo o governo, o nível subirá 18,5 pontos porcentuais quando o “volume morto” começar a ser usado. Isso descartaria a hipótese de um racionamento neste ano.

Porém, segundo especialistas ouvidos pela reportagem, haverá dificuldade adicional de repor a água do sistema depois do uso desse volume. Isso se deve a uma espécie de “efeito esponja”, que ocorre em áreas muito secas que voltam a receber chuva.

“O solo exposto dos reservatórios está muito ressecado, muito trincado. Vai demorar ao menos um mês com chuvas constantes para que essa represa comece a encher novamente”, disse Pedro Cortês, professor de Gestão Ambiental da Universidade de São Paulo (USP).

Segundo o especialista, o histórico do Cantareira e das chuvas na região mostra que o período de recarga de água nas represas só ocorre entre outubro e março.

“A grande questão agora, com o uso do volume morto, é saber o que vai ocorrer no ano que vem. Não podemos afirmar que vai chover o suficiente na próxima época chuvosa”, disse Cortês.

Palavras-chave:


Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: