Consórcio Intermunicipal do ABC pede apoio ao BNDES para aperfeiçoar gestão regional | Diário Regional

Consórcio Intermunicipal do ABC pede apoio ao BNDES para aperfeiçoar gestão regional

06/05/2014 10:00
Print Friendly

Durante reunião no Consórcio, Marinho entregou a Luciano Coutinho a relação de reivindicações - Foto: DivulgaçãoO Consórcio Intermunicipal do ABC entregou, ontem (05), ofício solicitando ao presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, apoio na criação de um Centro Regional de Dados e Informações. Segundo o presidente do Consórcio e prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT), a iniciativa seria fundamental para a gestão pública regional. “Vamos examinar as demandas com todo o carinho pelo mérito desse projeto”, declarou Coutinho.

“Poderemos informatizar todas as cidades, para agilizar as ferramentas de gestão. Dados da saúde, da segurança, do trânsito. Precisamos pensar em evoluir para uma gestão integrada do trânsito das cidades e esse seria o primeiro passo”, afirmou o presidente do Consórcio Intermunicipal.

Marinho destacou, por exemplo, que atualmente não é possível controlar todos os semáforos de um grande corredor nas divisas, e que essa busca pela gestão integrada inclui diálogo com o BNDES e com os ministérios do Planejamento e das Cidades. O projeto prevê a ampliação e adequação da infovia (conjunto de linhas digitais por onde trafegam os dados das redes eletrônicas) regional, com atenção especial às cidades que ainda não possuem cobertura.

A relação de pedidos entregue a Coutinho inclui a criação de uma vertente do Programa de Modernização da Administração Tributária me da Gestão dos Setores Sociais Básicos (PMAT), específica para modernização administrativa no âmbito dos Consórcios Públicos. Com isso seria possível viabilizar a implementação das ações definidas no Plano Plurianual (PPA) Regional Participativo 2014-2017, que englobam as áreas de infraestrutura regional, desenvolvimento urbano e gestão ambiental, desenvolvimento econômico regional, inclusão social e direitos humanos.

O Consórcio também solicitou ao BNDES que a entidade seja habilitada a receber financiamentos públicos, para que seja possível atuar diretamente na execução de obras, e não apenas na contratação de desenvolvimento de projetos.

“Temos de vencer essa barreira e pedimos também ao presidente Luciano (Coutinho) que nos apóie nesse debate junto ao governo federal, ao Ministério do Planejamento e ao Tesouro no sentido de conceder ao Consórcio identidade plena, não simplesmente para coordenar as ações regionais, mas para que possa executar efetivamente projetos regionais”, afirmou Marinho.

Não foram definidos valores dos projetos que serão debatidos a partir de agora. “Não gostaríamos de trabalhar com valores específicos. Apresentamos um conjunto de demandas que acreditamos ser possível trabalhar com o banco”, explicou o prefeito. “O que estamos buscando é ter uma agenda continua com o BNDES para trabalhar várias questões”, concluiu. Os primeiros encaminhamentos às demandas do Consórcio devem ser apresentados no dia 15 de maio, em eventos que serão realizados no Rio de Janeiro e em São Paulo.

 

Palavras-chave:


Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: