Um dia antes de Parada Gay, lésbicas e bissexuais fazem manifestação | Diário Regional

Um dia antes de Parada Gay, lésbicas e bissexuais fazem manifestação

04/05/2014 8:25
Print Friendly

Grupo reivindicava igualdade de direitos e combate ao machismo - Foto: Amauri Nehn/Brazil Proto Press/FolhapressSÃO PAULO – Cerca de mil pessoas participaram ontem (3) da 12ª Caminhada de Mulheres Lésbicas e Bissexuais de São Paulo, que partiu da avenida Paulista em direção ao largo do Arouche (Centro). O número foi informado pela Polícia Militar.

A manifestação, cuja concentração teve início às 14h na Praça do Ciclista (também havia reunião no vão livre do Masp), reivindicava a “igualdade de direitos e combate ao machismo, lesbofobia, bifobia, transfobia e racismo”, como informado na página do evento no Facebook.

Ao som de rimas como “doutor, eu não me engano, quem tá doente é o Feliciano (Marco Feliciano, ex-presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara)”, “pula, sai do chão, quem é feliz é sapatão” e “a nossa luta é todo dia, contra o machismo e a lesbofobia”, às 16h a passeata desceu a rua Augusta para alcançar seu ponto final.

Dia Próprio

Segundo militantes ouvidas pela reportagem, a opção por protestar em dia diferente ao da Parada Gay se deu pelo fato de esta, ainda que englobe questões lésbicas, estar mais representada por causas envolvendo homens gays.
A ideia da mobilização de ontem foi chamar mais atenção para o movimento feminista e contra a “lesbifobia”, termo que engloba as palavras lésbica e bissexual.

A 18ª Parada do Orgulho LGBT terá início às 10h de hoje em frente ao prédio da TV Gazeta, na avenida Paulista.
O evento contará com 14 trios elétricos. Um deles terá como destaque a atriz Lea DeLaria, da série americana “Orange Is the New Black”.



Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: