Pato marca, mas São Paulo fica no empate | Diário Regional

Pato marca, mas São Paulo fica no empate

04/05/2014 14:50
Print Friendly

Ademilson comemora o gol de empate Tricolor no Estádio do Pacaembu - Foto:  Rubens Chiri/SPFCO São Paulo saiu na frente, tomou a virada, mas buscou o empate e ficou no 2 a 2 contra o Coritiba, no Estádio do Pacaembu, ontem (3), pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols são-paulinos foram marcados por Alexandre Pato e Ademilson, que entrou na segunda etapa e garantiu o ponto do Tricolor. Robinho e Chico fizeram para a equipe paranaense.

Aos 49 minutos do segundo tempo, Luis Fabiano ainda acertou uma bola na trave e quase deu a vitória ao time do Morumbi. Com o resultado, o São Paulo chega aos cinco pontos. O Coritiba fica com três pontos. Na quarta rodada, o São Paulo vai enfrentar o Corinthians, na Arena Barueri, no próximo domingo. Na mesma data, o Coritiba, joga em casa contra o Sport.

Era para ser uma festa tranquila da torcida do São Paulo, em um Pacaembu com ótimo público. A bola nem tinha rolado e os torcedores já festejavam a chegada do atacante Alan Kardec. Era também dia de celebração para Muricy Ramalho, que chegou a 411 jogos pelo clube, mesma marca de Telê Santana, seu mentor, e abaixo apenas de José Poy (422) e Vicente Feola (532).

O São Paulo mostrou, logo de início, imensa dificuldade para sair jogando. Demorou para que a equipe de Muricy Ramalho entendesse como jogar contra o fechado time de Celso Roth. Sem Paulo Henrique Ganso, barrado para a montagem de formação que atuasse pelos lados, com Pabon e Osvaldo nas pontas, o São Paulo se complicou para chegar ao campo de ataque.

O primeiro gol da partida veio aos 21 minutos do primeiro tempo. Pabon cobrou escanteio, a bola desviou e Alexandro Pato pegou a sobra. O atacante finalizou com força e abriu o placar. Por cerca de dez minutos só o Tricolor jogou, embora não tenha construído chances para ampliar o placar.

Foi então que o Coritiba empatou. Aos 29 minutos da etapa inicial, Robinho descontou ao aproveitar ótimo cruzamento rasteiro na área e colocar a bola no fundo da rede.

Segundo tempo

Muricy Ramalho atendeu aos pedidos da torcida ainda no segundo tempo e colocou Ganso no jogo. Entrou no lugar de Osvaldo. Porém, não deu nem tempo de ver se o time conseguiria jogar melhor. Em falta para o Coritiba de muito longe, Carlinhos cobrou, o zagueiro Chico pareceu ter dado leve toque e Rogério Ceni sofreu o gol. Virada do Coxa no Pacaembu.

Porém, Ganso daria a resposta ao treinador. Conseguiu enfiar bela bola para Ademilson, que acabara de entrar no lugar de Pabon. O jovem, autor do gol na inacreditável bicicleta contra o CRB, pela Copa do Brasil, brilhou de novo: tocou a bola com a perna esticada e encobriu o goleiro Vanderlei, para alívio dos companheiros.

Ganso critica sistema tático e diz que Tricolor não achou time

Paulo Henrique Ganso viu do banco de reservas a maior parte da partida no Pacaembu que acabou no empate por 2 a 2 entre São Paulo e Coritiba, ontem (3) à noite. Barrado pelo técnico Muricy Ramalho, o meia entrou no segundo tempo para dar assistência para o gol de empate de Ademilson. Depois da partida, o meia criticou o sistema tático escolhido por Muricy ao ser questionado sobre como administrou a reserva no Pacaembu.

“É difícil administrar. Quatro atacantes sem ninguém para criar fica difícil. Todos recebendo bola de costas”, disse o meia à Rádio Globo, após o jogo, sobre o esquema que teve Pabon, Osvaldo, Pato e Luis Fabiano, à frente dos volantes Maicon e Souza.

“Falta o São Paulo achar um time e deixar esse time jogar”, comentou o meia, antes, sobre as deficiências da equipe.



Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: