Marcos Michels destaca criação de vagas em balanço | Diário Regional

Marcos Michels destaca criação de vagas em balanço

04/05/2014 16:19
Print Friendly

Michels: “hoje, atendemos cerca de 30% das crianças nas creches” - Foto: Eberly Laurindo/Especial para o DRO secretário de Educação de Diadema, Marcos Michels, completou 16 meses à frente da pasta e destacou, entre as mudanças implementadas desde que assumiu, a incorporação de 5.022 novos alunos na rede municipal. “Além de novas vagas, a reorganização que fizemos na rede, deixando o atendimento nas creches para crianças de até 3 anos, como determina a LDB (Lei de Diretrizes e Bases), foi fundamental para isso”, declarou, durante entrevista exclusiva ao Diário Regional.

Segundo Michels, em 2013, busca ativa realizada pela Secretaria de Educação junto às creches da rede direta e com as conveniadas proporcionou a criação de 1.237 novas vagas. “Tínhamos alunos que não iam mais para a creche, mas que a desistência da vaga não tinha sido comunicada para a secretaria”, explicou. “Com a organização da rede, crianças de 5 e 4 anos foram atendidas nas pré-escolas e a fila andou”, pontuou.

As mudanças foram alvo de críticas de mães e de vereadores da oposição, que reclamaram da mudança para os alunos de 4 e 5 anos – já que na pré-escola o atendimento seria de quatro horas e não mais no período integral, como acontece nas creches – e alegaram não ter sido comunicados com antecedência. “Todas as escolas foram avisadas.

Já havia esse aceno do governo anterior, que mesmo que fosse reeleito, essa mudança aconteceria. Optamos por fazer no primeiro ano. Pode até ter havido uma falha de comunicação em algumas unidades com relação a informar aos pais, mas todas sabiam disso”, garantiu.

O secretário destacou que para compensar a mudança no horário, foi criado o programa Cidade na Escola, que garante uma hora a mais por dia de atividades complementares, no contraturno escolar. “Vamos, gradualmente, incluir todas as escolas, desde as creches até o quinto ano. Nosso maior problema é a falta de estagiários. Precisamos de ao menos 200 e no último concurso, dos 240 inscritos, só compareceram 80”, justificou.

Avaliação

A lista de espera também passou por uma avaliação criteriosa, a fim de identificar duplicidade nos cadastros e o número passou de 11,2 mil para 2,8 mil (dados de março de 2014). “Acontece que com a fila andando, novas famílias se inscreveram. No início da gestão atendemos crianças inscritas em 2012 e hoje, quem aguarda na fila, fez a inscrição no final de 2013 ou no começo deste ano”, afirmou. Michels não soube informar o número atual da fila de espera por vagas no município. “Essa é uma questão muito complexa. Nascem 450 crianças por mês, é difícil criar vaga para todo mundo”, justificou.

Até 2020, as prefeituras de todo o país devem atender 50% das crianças de zero a 3 anos na creche, sob pena de não mais receber recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

“Hoje, acredito que estejamos atendendo cerca de 30% das crianças da cidade, mas essa avaliação tem de ser feita com base no número de alunos que procuram as vagas, e não no total de crianças que residem na cidade, porque alguma famílias optam por não colocar os filhos na creche, ou preferem escolas privadas. Isso precisa ser levado em consideração”, concluiu.



1 Comentário

  • José Maia

    Vale lembrar que o Secretário é advogado e só atua na Secretária de educação porque a imoralidade da política brasileira permite tal aberração. Entretanto, seria mais honesto se ele não aceitasse tal cargo, mas como seus filhos não estudam em escolas onde os professores são médicos, advogados, mas possuem formação adequada, então o filho do munícipe pobre e ignorante que arque com os prejuízos da sua gestão ineficiente. Além do mais é primo do Prefeito o que caracteriza NEPOTISMO. Cadê o Ministério Público de Diadema?
    Melhor eu ficar quieto, por que não é nada difícil eu que sou honesto e ocupo função pela qual me preparei e passei em concurso ser investigado!

Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: