Fuzari diz que prefeitura de S.Bernardo sorteia uniformes | Diário Regional

Fuzari diz que prefeitura de S.Bernardo sorteia uniformes

04/05/2014 15:38
Print Friendly

Para Fuzari, a falta de uniforme “está causando problema psicológico nas crianças” - Foto: ArquivoO vereador de São Bernardo Julinho Fuzari (PPS) afirma ter recebido novas reclamações de pais sobre a distribuição dos kits de uniforme escolar na semana passada. Segundo o popular-socialista, em algumas escolas existe um sorteio para saber qual aluno vai receber as peças. “Tem criança que não está indo para a escola, pois o coleguinha tem uniforme e ela não tem, o que faz com que se sinta discriminada pelo colega. Ou seja, isso está causando problema psicológico nas crianças”, afirmou.

Segundo o parlamentar, vários pais informaram que não tinham recebido os uniformes, ainda. “Estive em uma escola no Jardim Valdivia, no Demarchi, onde tive acesso ao material que seria entregue, mas faltavam ainda em torno 120 kits para as crianças. São 500 alunos. Naquela ocasião observamos a situação do material e vimos tênis que estavam sem palmilha”, explicou o parlamentar, ao afirmar que alguns pais chegaram a levar os calçados para análise de pediatras, os quais teriam indicado que não fossem utilizados.

O parlamentar entrou na Justiça com ação de tutela antecipada pedindo a entrega imediata de todos os uniformes. “Segundo a Constituição, os uniformes tinham de ser entregues no primeiro dia letivo, mas com todos os problemas que ocorreram, a prefeitura prometeu que entregaria no fim de março. Agora ninguém sabe qual será a nova data, por isso entramos com a ação”, afirmou o Fuzari, que acredita que a ação será julgada até terça-feira (6).
A Prefeitura de São Bernardo foi procurada pela reportagem para se pronunciar sobre as denúncias de Julinho Fuzari e se posicionar quanto à entrega dos uniformes, mas até o fechamento da edição não houve retorno.

Data-limite

No fim de março, em entrevista à mídia da região, a secretária municipal de Educação, Cleuza Repulho, afirmou que os uniformes seriam entregues até o dia 4 de abril, data-limite estipulada em contrato junto às empresas vencedoras da licitação. “Se, por um acaso (a empresa) ultrapassar esse limite, será advertida e multada”, afirmou Cleuza à época. A prefeitura não informou se houve algum tipo de sanção.

Sobre a qualidade dos uniformes, a secretária defendeu que houve certo estranhamento dos pais das crianças por causa da mudança das embalagens, feitas por causa do trabalho realizado pela prefeitura em prol do meio ambiente, principalmente em relação aos materiais escolares. “Cabe destacar que são produtos de qualidade, como canetas BIC, lápis de cor Faber Castell e massa plástica Acrilex, entre outras”, afirmou.

A prefeitura são-bernardense enfrenta problemas com os uniformes desde 2013, quando o Tribunal de Contas do Estado (TCE) barrou a licitação que seria realizada, por considerar que os kits não deveriam ser comprados com um único fornecedor. O executivo chegou a contestar a decisão do tribunal, mas depois cedeu a pressão da justiça. Os uniformes custaram R$ 23,4 milhões aos cofres públicos.



Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: