Diadema vai ‘desterceirizar’ merenda escolar | Diário Regional

Diadema vai ‘desterceirizar’ merenda escolar

03/05/2014 3:59
Print Friendly

Objetivo é oferecer cardápio balanceado, informou secretário de Educação. Foto: ArquivoA partir do segundo semestre deste ano, as 24 escolas da rede municipal de ensino de Diadema vão contar com cardápio único para a merenda. A programação, que será semanal, também vai ser informada aos pais. A informação foi passada pelo secretário de Educação do município, Marcos Michels, durante entrevista exclusiva ao Diário Regional. “Estamos fazendo as licitações divididas em quatro lotes para o fornecimento dos produtos. Os editais para fornecimento de carnes e de hortifrutigranjeiros já estão mais adiantados, com as empresas apresentando as amostras. Os editais para pães e estocáveis (grãos e cereais, por exemplo) tiveram muitos questionamentos de empresas, mas tudo deve ser resolvido até as férias”, garantiu.

Segundo Michels, a empresa que é responsável pelas merendas (SP Alimentação) tem prestado há vários anos um serviço de baixa qualidade. “Arroz e feijão só tem a cada quinze dias. Vamos passar a ter todos os dias com essa mudança. Terá aumento no custo, mas também na qualidade, o que é o mais importante”, completou. Para a mudança já foram contratadas merendeiras para todas as unidades e seis nutricionistas, que serão as responsáveis pelos cardápios. “Hoje, vai se fazendo o que tem na despensa. Não tem uma programação, um cardápio balanceado. Agora vai ter”, concluiu.

Segurança
Outra mudança que será implementada ainda este ano diz respeito à vigilância nas unidades. A empresa que faz a vigilância atua há muitos anos, o que, segundo o secretário, não é bom do ponto de vista da segurança. “É preciso uma alternância, nem que seja com os funcionários que prestam serviço nas unidades”, justificou. Além de trocar a empresa que cuida da vigilância – o contrato de R$ 500 mil mensais termina em setembro e não será renovado – as escolas vão contar com monitoramento a distância.

“Já estamos definindo os termos dos editais. Provavelmente vamos contratar uma empresa diferente para instalar as câmeras. O alarme, que hoje dispara na empresa de vigilância, será instalado também na Guarda Civil Municipal (GCM) e a ideia é que seja possível, pela internet, acessar as imagens das áreas comuns das escolas e creches e despensas, para evitar perda de material”, finalizou o secretário.

Palavras-chave:


Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: