Para Aidar, reclamação de Nobre foi 'patética' | Diário Regional

Para Aidar, reclamação de Nobre foi ‘patética’

30/04/2014 5:21
Print Friendly

Guerreiro e Aidar, durante coletiva: “agimos dentro da legislação esportiva”. Foto: Guilherme Palenzuela/FolhapressO presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, rebateu as críticas do presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, à contratação de Alan Kardec pelo Tricolor. De acordo com o dirigente são-paulino, a acusação de Nobre foi “uma manifestação patética” e “juvenil” e que o rival se “apequenou”. Afirmou ainda que o “choro é livre”.

“(As críticas de Nobre) demonstram o atual tamanho da Sociedade Esportiva Palmeiras, que ano a ano se apequena com demonstrações como essa”, afirmou Aidar, em entrevista coletiva concedida ontem (29) no estádio do Morumbi.

Kardec estava emprestado ao Palmeiras pelo Benfica até o fim de junho. O Palmeiras acertou o pagamento dos direitos econômicos do atleta com o clube português, mas não entrou em acordo com o jogador. O problema foi a proposta salarial abaixo do que o estafe do atacante pediu.

O São Paulo iniciou conversas com Kardec assim que o estafe do atleta decidiu abrir as negociações. Primeiro acertou o pagamento de 4,5 milhões de euros (R$ 14 milhões) ao Benfica, detentor dos diretos econômicos de Kardec, e depois entrou em contato com o jogador. O acerto deve ser anunciado nos próximos dias.

“Agimos dentro da legislação esportiva. Time grande briga pela permanência dos seus atletas. Quando o pai do atleta abriu essa possibilidade (de negociação), procuramos o Benfica e acertamos o pagamento de 4,5 milhões de euros a vista. Ontem (segunda-feira) fizemos nossa proposta oficial ao atleta e vamos aguardar a resposta”, explicou Aidar.

O dirigente definiu as declarações de Nobre como “choro”, mas também afirmou que espera que a negociação não abale as relações com o clube alviverde. “Se perder um atleta para um concorrente estremece a relação, isso só mostra a pequenez da atitude. Se amanhã o Palmeiras vier e tirar um atleta nosso, a relação será a mesma de hoje. Os clubes são maiores do que seus jogadores e dirigentes. Isso não deveria interferir. Porém, se interferir, paciência”, declarou Aidar.

Wellington
O volante Wellington, cria da base do São Paulo, pode se despedir do clube do Morumbi nos próximos dias. Segundo Ataíde Gil Guerreiro, vice-presidente de futebol tricolor, o Internacional manifestou interesse no jogador para a disputa do Campeonato Brasileiro.

“Houve o contato do Internacional. O jogador manifestou o interesse em sair e temos interesse em negociá-los, mas ainda não tratamos valores”, disse Guerreiro, ontem, no Morumbi. Wellington iniciou a temporada como titular, mas perdeu espaço após a contratação do volante Souza, ex-Grêmio. O time conta ainda com Hudson, Maicon, João Schmidt e Denílson.

Palavras-chave:


Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: