Ex-diretor da Petrobras vira réu por lavagem e formação de quadrilha | Diário Regional

Ex-diretor da Petrobras vira réu por lavagem e formação de quadrilha

26/04/2014 7:10
Print Friendly

O ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa tornou-se réu ontem (25) em ação penal que aponta suspeitas de desvios de recursos da refinaria Abreu e Lima, que está sendo construída pela estatal em Pernambuco. Costa é acusado pelos crimes de lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.
O doleiro Alberto Youssef e alguns dos seus laranjas, como o empresário Leonardo Meirelles, que se apresentava como dono de um laboratório investigado, o Labogen, são réus na mesma ação. Esta é a terceira ação penal aberta contra o doleiro.

Costa foi diretor de distribuição da Petrobras entre 2004 e 2012, quando cuidou dos projetos técnicos da refinaria. Ele acabou sendo preso em 20 de março na Operação Lava Jato da Polícia Federal, no Rio de Janeiro, quando tentava ocultar provas.

A refinaria Abreu e Lima começou a ser construída em 2007 com um custo estimado de US$ 2 bilhões. A obra não está pronta, mas seu custo já chegou aos US$ 18 bilhões. Segundo a Justiça, o consórcio teria usado duas empresas, a Sanko Sider e a Sanko Serviços, que, subcontratadas, repassaram R$ 26 milhões entre 2009 e 2012 a uma empresa de fachada do doleiro, a MO Consultoria, sem qualquer justificativa.

Outro lado
O advogado de Costa, Fernando Fernandes, afirma que a denúncia é vazia e nega que seu cliente “tenha recebido qualquer valor”.

O consórcio CNCC diz que “não pode responder por outras empresas e reafirma que jamais teve relações comerciais ou fez repasses de recursos às pessoas e empresas citadas” pelo juiz.
A Sanko Sider diz que “todos os contratos das empresas do grupo são estritamente comerciais” e que não fez vendas para a refinaria.

O advogado de Youssef, Antônio Augusto Figueiredo Basto, afirma que o seu cliente não tem relação com a MO Consultoria e que ele é vítima de um “linchamento”. A Petrobras não quis se pronunciar sobre o suposto superfaturamento.

Palavras-chave:


Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: