Dilma é vaiada pela segunda vez durante discurso | Diário Regional

Dilma é vaiada pela segunda vez durante discurso

26/04/2014 7:14
Print Friendly

Dilma foi interrompida por manifestantes aos gritos de “não vai ter Copa. Foto: ArquivoPela segunda vez em pouco mais de um mês, a presidente Dilma Rousseff foi vaiada em Belém (PA), enquanto discursava na tarde de ontem (25) em evento de entrega de máquinas a prefeitos.
Mal começou a falar, Dilma foi interrompida por manifestantes aos gritos de “não vai ter Copa” e “queremos mais dinheiro pra saúde e educação”.

Em resposta, Dilma anunciou ajuda do governo federal para reabrir um hospital na cidade. “Sei que um hospital aqui foi paralisado e está fechado, apesar de estar pronto. Acertei hoje com o governador [Simão Jatene, do PSDB] que coloque esse hospital no investimento que nós estamos liberando para ele.”
Pouco depois, a petista voltou a ser interrompida pela plateia, que repetiu os protestos por investimentos em saúde e educação, enquanto outro grupo saiu em defesa da presidente, com gritos de “olê, olê, olê, olá, Dilma, Dilma”.

Irritada, ela pediu aos presentes que a deixassem concluir sua fala: “Ô, gente, eu entendo. Agora, por favor, eu estou no fim, eu agradeço. É da democracia, eles têm direito de falar o que quiserem, vocês também, mas eu quero pedir o seguinte: a gente pode fazer isso, se manifestar, desde que não prejudique a maioria. A maioria está ali calada. Então eu vou concluir.”

Em seguida, encerrou rapidamente o discurso, que durou cerca de 20 minutos.
Mais cedo, a presidente havia inaugurado o complexo portuário Miritituba-Barcarena, a 87 km de Belém. Na capital paraense, Dilma também participou da formatura de 1.200 alunos do Pronatec, programa de ensino técnico.

Na última viagem que havia feito a Belém, em 20 de março, Dilma também foi vaiada durante cerimônia para anúncio de investimentos federais em projetos de mobilidade urbana.

Palavras-chave:


1 Comentário

  • A causa, razão e circunstância das vaias é que grande parte da população não sabe o que quer, ou quer demais. Petista ou não, não importa; a verdade é que se a presidente não tivesse investido pesado nos estádios para a copa acontecer no Brasil, estaria sendo vaiada da mesma forma sob o pre-testo de que ela não patrocina nem incentiva o esporte, como ela o fez, vaiam alegando um monte de bobagens que toda oposição faz pra tentar derruba-la, e quem não sabe dar valor ao que tem, vai junto com quem quer está no lugar dela.
    Acho que ela fez bem em apoiar o esporte, já que tem muita gente rica através do futebol; o futebol é uma grande fonte de renda para muitos.

Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: