Luciano do Valle passa mal em voo e morre aos 66 anos | Diário Regional

Luciano do Valle passa mal em voo e morre aos 66 anos

20/04/2014 1:57
Print Friendly

hegou a ser levado para um hospital na cidade mineira, mas não resistiu. Foto: ArquivoLuciano do Valle, 66 anos, narrador esportivo da TV Bandeirantes, morreu ontem (19) após passar mal dentro de um avião com destino a Uberlândia, onde iria transmitir o jogo entre Atlético-MG e Corinthians hoje. Ele chegou a ser levado para um hospital na cidade mineira, mas não resistiu. Principal voz do esporte na emissora, Luciano teve duas passagens pelo grupo: de 1983 a 2003 e de 2006 até os dias atuais.

Além de se especializar na narração do futebol, ele foi um dos grandes divulgadores dos esportes olímpicos. Narrou boxe, lançou Maguila e foi um dos ícones da geração de prata do vôlei na década de 80. De acordo com o repórter Fernando Fernandes, que acompanhava Luciano do Valle no voo para Uberlândia, o locutor se queixava de dores nas costas antes de embarcar. No avião, ele passou mal – começou a transpirar e a ficar pálido.

Um médico que viajava à cidade mineira prestou os primeiros atendimentos ao jornalista e solicitou ambulância para recebê-los no aeroporto. Durante o trajeto ao hospital Santa Genoveva, em Uberlândia, o quadro de Luciano do Valle se agravou e ele apresentou dificuldades para respirar. Após dar entrada no hospital às 15h15, morreu às 16h15.
Para o médico que socorreu Luciano no avião, o narrador sofreu morte súbita “que acontece menos de uma hora após começarem os sintomas. “As hipóteses vão de interdição de aorta, embolia pulmonar ou a um infarto, e isso só será definido após necropsia. Ele não sofreu e teve o atendimento que precisava”, disse.
Em 1963, com apenas 16 anos, Luciano começou sua carreira como locutor da Rádio Brasil, de Campinas. Não teve sua importância apenas na narração. Também era um investidor. Foi um incentivador da Fórmula Indy, esteve nos bastidores do crescimento de Maguila como ícone do boxe e organizou o jogo de vôlei entre Brasil e União Soviética no Maracanã, em 1983.

Palavras-chave:


Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: