Câmara de Santo André quer explicações sobre Mais Médicos | Diário Regional

Câmara de Santo André quer explicações sobre Mais Médicos

18/04/2014 13:00
Print Friendly

Alton Lima comparou o programa à escravidão. Foto: ArquivoA ajuda de custo paga aos nove profissionais do Programa Mais Médicos que trabalham em Santo André será votada na sessão da próxima terça-feira (22) na Câmara. O assunto, no entanto, ainda rende debates ideológicas e causa certo mau estar entre os vereadores da oposição – e, em menor nível, também da base. Há reunião agendada para antes da sessão a fim de tratar do tema.

Único profissional da área da Saúde a compor a atual Legislatura, o vereador e dentista Marcos Pinchiari (Pros) não concorda com a forma de remuneração dos médicos cubanos, que ficam com apenas 25% do salário de R$ 10 mil pagos pelo governo federal, já que o restante é enviado para a ilha caribenha. “Todo profissional da Saúde deve ter remuneração à altura da sua competência, até para que gere disposição e ânimo durante o trabalho”, disse. Dos nove médicos disponibilizados pelo governo federal, oito nasceram em Cuba e um é brasileiro.

Pelas regras estabelecidas pelo programa, a União paga o salário e é dever dos municípios oferecer ajusta de custo para alimentação e habitação aos profissionais. O Paço pretende destinar R$ 500 de vale refeição e outros R$ 1,5 mil para locação de imóveis, totalizando R$ 2 mil. Para isso, o projeto de lei deve ser aceito pelos vereadores. A prefeitura alega que disponibiliza imóvel para os oitos médicos e que já oferece cartão alimentação, por meio da Fundação ABC. “Acredito que esse acordo internacional deveria ser revisto em termos financeiros para que esses médicos possam ter melhores condições de se manter no Brasil”, criticou Pinchiari.

O oposicionista Ailton Lima (SDD) afirmou que votará pela aprovação da proposta, apesar de comparar o regime à escravidão. “Sou favorável a que se pague auxilio aos médicos, embora discorde completamente desse programa. A bobagem já está feita e eles precisam do mínimo de dignidade”, disse. A posição de Lima ainda será discutida com a bancada.

Palavras-chave:


Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: