Aidar promete priorizar formação de talentos | Diário Regional

Aidar promete priorizar formação de talentos

18/04/2014 5:42
Print Friendly

Aidar deposita seu voto: “quero o entrosamento da base com o profissional”. Foto: Rubens Chiri/SPFCApós 26 anos de sua primeira passagem como presidente do São Paulo, o advogado Carlos Miguel Aidar deseja usar algumas ideias da gestão anterior no novo mandato, que iniciou oficialmente ontem (17). Ao ser eleito mandatário até abril de 2017, na noite de quarta-feira, Aidar disse que pretende priorizar a formação de atletas no centro de treinamento de Cotia.

Primeiro para aproveitar a estrutura do local, que abriga em espaço de 220 mil metros quadrados estádio com 1,5 mil lugares, sete campos oficiais e hotel para 148 hóspedes, mas cujo aproveitamento é criticado. O meia Paulo Henrique Ganso, por exemplo, custou ao clube cerca de R$ 24 milhões.

Com o atacante Alexandre Pato, emprestado pelo Corinthians, são investidos R$ 400 mil mensais em salários – o time alvinegro paga a mesma quantia. “Um jogador que tem dado alegria para nós (o Pato) tem valor bastante elevado e o Corinthians paga metade do salário para ficar sem ele. Isso é incoerente no mundo do futebol”, acrescentou o cartola.

Para melhorar o aproveitamento das categorias de base, Aidar afirmou que vai nomear um diretor de futebol no local e espera implementar um sistema integrado com a diretoria do futebol profissional e o técnico Muricy Ramalho. “Quero um entrosamento da base com o profissional. Na minha época, as categorias de baixo treinavam o mesmo modelo do time profissional. Tinham o mesmo padrão”, disse o cartola, que declarou ser favorável à criação de um time de aspirantes.

Porém, essa preocupação e o foco na formação de atletas não significam que Aidar deixará de contratar atletas experientes. Um caso conhecido na primeira passagem do cartola foi a contratação do volante Falcão, então apelidado de Rei de Roma pela passagem vitoriosa na Itália.

“Se houver oportunidade de repatriar um novo Falcão, vamos fazer. É importante mesclar, mas é importante entender que nem sempre o jogador sozinho resolve. Depende do jogador, do momento da equipe. Quando eu era o presidente (de 1984 a 1988) e trouxe o Rei de Roma, demorou para o Falcão entrar no time. Às vezes não funciona”, completou.

Uma das prioridades da gestão de Aidar é o projeto de modernização do Morumbi, orçado em cerca de R$ 460 milhões e que consiste na cobertura do estádio, construção de mini arena com 28 mil lugares e dois prédios de estacionamento.

Rogério Ceni

Aidar é a favor de que o goleiro Rogério Ceni vire técnico de futebol após se aposentar, no final deste ano. A opinião é a mesma de Juvenal Juvêncio, seu antecessor na gestão. Porém, para Aidar, isso só deve ocorrer após Muricy Ramalho, o atual técnico e de quem se confessou um admirador, parar.

“Quando o Muricy estiver aposentado e cansado de ganhar títulos no São Paulo, aí espero que o Rogério Ceni venha a ser nosso técnico. Ele conhece futebol, tem a vontade, a gana e é diferente. Por isso é o maior ídolo da história do São Paulo”, disse o presidente, após ser eleito presidente do São Paulo. Para Aidar, Rogério Ceni já reúne as características para se tornar um treinador.

“Conversei com ele e fiquei impressionado com a visão de jogo que tem. Será, sem dúvida, um dos melhores treinadores do futebol brasileiro”, disse o dirigente.

Palavras-chave:


Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: