Vídeo ao estilo 'Tropa de Elite' motiva Ituano | Diário Regional

Vídeo ao estilo ‘Tropa de Elite’ motiva Ituano

15/04/2014 7:30
Print Friendly

 Jogadores do Ituano comemoram o título paulista no Pacaembu. Foto: Junior Lago/UOL/FolhapressEstá disponível no YouTube vídeo motivacional exibido pela comissão técnica para os jogadores do Ituano, antes da final do Campeonato Paulista, vencida no último domingo (13) pelo clube. Com estilo bem semelhante ao do personagem Capitão Nascimento, do filme “Tropa de Elite”, de 2009, a peça traz narrador em tom desafiador e ríspido, acompanhado por uma música instrumental, seme­lhante às trilhas com­postas para filmes épicos como “O Senhor dos Anéis” e “O Hobbit”.

O foco principal do roteiro é um suposto menosprezo de jogadores do Santos e jornalistas em relação à vitória do Ituano, por 1 a 0, no primeiro jogo da final. “Esse vídeo nos motivou. Cada jogador reage de um jeito. No meu caso deu mais motivação”, afirmou o volante Paulinho à Folha de S.Paulo. O narrador fala também que a partida de domingo era “uma guerra” e conclama os jogadores a jogar “como se fosse a última chance da vida” e a “cuspir sangue” pelo título paulista.

Imagens da primeira partida da final foram editadas com declarações de jornalistas afirmando que o resultado do jogo de ida foi uma “zebra”, bem como declarações do meia Cícero e do técnico Oswaldo de Oliveira dizendo que a derrota se deveu a um dia ruim da equipe alvinegra. Uma cartela com a frase “Quem sou eu?”, gritada pelo narrador, é exibida sete vezes ao longo do vídeo.

O filme, de pouco menos de cinco minutos, termina com imagens dos jogadores no túnel do Pacaembu e as frases “Vamos parar por aqui?” e “Faltam só 90 minutos”, antes de uma imagem do escudo do Ituano.

Identidade
Um dos chavões mais antigos do futebol diz que torcida não ganha jogo. No último domingo, os jogadores do Ituano puderam comprovar esse ditado. Com 4,5 mil fãs no Pacaembu, o time de Itu até foi derrotado nos 90 minutos, mas venceu nos pênaltis e sagrou-se bicampeão do Estadual.

A torcida rubro-negra, que ficou apreensiva quase os 90 minutos, abafou os santistas, que tinham mais 30 mil presentes, com gritos de “Ah, o Pacaembu é nosso”. Juninho Paulista, gestor do clube, e o técnico Doriva, técnico, também foram exaltados. “Juiz ladrão, Galo campeão”, também foi um dos gritos.
A maioria dos torcedores do Ituano veio para São Paulo em ônibus das organizadas Galoucura e Torcida Jovem. Outros se organizaram e vieram em vans ou carros próprios. Mobilização assim somente no primeiro jogo da decisão, há uma semana, uma vez que na primeira fase do Estadual a média de público do Ituano foi 1.061 pagantes.

Improvável que a massa vista no Pacaembu seja repetida já em julho, quando o time volta a campo para disputar a Série D do Brasileiro. “Nossa torcida participa pouco. Aqui no Pacaembu houve união por causa da fase. Porém, o Juninho está resgatando a identidade do nosso clube”, disse o comerciante Cláudio Campos, natural de Itu e que chegou ao estádio às 13h.

Palavras-chave:


Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: