Grana diz que vai pautar reajuste ‘pela região’ | Diário Regional

Grana diz que vai pautar reajuste ‘pela região’

12/04/2014 21:01
Print Friendly

Grana: “não será diferente das outras cidades”. Foto: ArquivoEnquanto os funcionários públicos de Santo André reivindicam reajuste salarial de 17,9%, a prefeitura já sinalizou que vai apenas repor a inflação do ano passado, calculada em 5,91% pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). O prefeito Carlos Grana (PT) disse que não haverá surpresas na negociação. “Até porque tenho de me pautar pelo aumento da região. Não será muito diferente do que foi concedido nas outras cidades”, garantiu. As prefeituras de São Bernardo e Diadema reajustarão os salários em 5,92%, e 6,73%, respectivamente.

O Paço tem reunião com a direção do Sindicato dos Servidores Públicos de Santo André (SindServ) agendada para próxima terça-feira (25), às 15h, para negociar o reajuste. O número acima de dois dígitos é classificado como “impossível” pelo secretário de Administração e Modernização, Antonio Leite (PT). “Ano passado fizemos contingenciamento de 50% das despesas, não podemos fazer gestão temerária. Se não tomarmos cuidado, pode ocorrer essa situação no próximo ano”, afirmou o chefe da pasta.

As dívidas com os fornecedores foram quitadas em março, informou o secretário. O atraso no pagamento da empresa Serg Paulista, inclusive, foi apontado como motivo de morosidade nas atividades de capinação de vias públicas na cidade. O assunto foi abordado por diversos vereadores há algumas semanas.
Leite considera, no entanto, que é preciso cautela para oferecer reajuste acima da inflação. “Atualmente, gastamos mais de 51% (da receita corrente líquida) com funcionalismo. O valor aumenta consideravelmente com os R$ 200 milhões repassados à Fundação ABC”, comentou Leite, referindo-se ao valor anual encaminhado à instituição para gerenciamento de hospitais.

Teto
Segundo a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), as prefeituras podem gastar até 54% da receita corrente líquida com funcionalismo. Do contrário, suas contas podem ser rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP). Santo André tem 7.881 servidores em seu quadro, que demandaram folha de pagamento de R$ 404 milhões, segundo dados do Portal Transparência.

Palavras-chave:


Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: