São Bernardo é eliminado e volante Marino vira alvo de ofensas racistas | Diário Regional

São Bernardo é eliminado e volante Marino vira alvo de ofensas racistas

11/04/2014 2:40
Print Friendly

O Paraná de Edson Sitta levou a melhor sobre o Tigre de Marino,  que depois acusou a torcida paranista de racismo. Foto: Heuler Andrey/AGIF/FolhapressO São Bernardo não conseguiu repetir o feito de 2013, quando eliminou o Paraná Clube em Curitiba, e está fora da Copa do Brasil. O Tigre perdeu para os paranistas por 3 a 1 ontem (10), no Estádio Durival Britto, e deu adeus à competição, que dá ao campeão uma vaga na Copa Libertadores. No jogo de ida, disputado no Estádio 1º de Maio, houve empate por 1 a 1.

Com isso, o Paraná “devolveu” a eliminação de 2013, quando empatou no 1º de Maio também por 1 a 1, mas foi derrotado pelo São Bernardo por 3 a 2 em Curitiba. O próximo adversário dos paranistas é a Ponte Preta, que superou o Náutico-RR com goleada por 4 a 1 em Boa Vista, Capital roraimense. O jogo marcou a estreia do técnico Ricardo Drubscky no comando do time.

Com a derrota, o São Bernardo deixa a única competição que poderia mantê-lo vivo no primeiro semestre. A equipe deve sofrer um “desmanche”, com a saída de seus principais jogadores, e só terá partidas oficiais na segunda metade do ano, com o início da Copa Paulista. O primeiro a sair foi o meia Bady, que teve 50% de seus direitos federativos comprados pelo Atlético-PR e sequer jogou na noite de ontem.

Mesmo se ressentido de Bady na armação de jogadas, o São Bernardo dominou quase todo o primeiro tempo e poderia ter aberto o placar aos 21 minutos, quando Erick Flores chutou da entrada da área e assustou o goleiro paranista Marcos, e aos 29, quando Marino invadiu a área e, no momento do arremate, foi travado de forma precisa pelo zagueiro Breno.

Porém, aos 38 minutos, o veterano meia Lúcio Flávio fez cruzamento preciso e o zagueiro estreante Anderson Rosa cabeceou para as redes, vencendo o goleiro Wilson Junior. Aos 44 minutos, também de cabeça, Giancarlo aproveitou escanteio cobrado por Lúcio Flávio e ampliou o marcador: 2 a 0.

Segundo tempo
Com Elionar Bombinha no lugar de Daniel Pereira, o São Bernardo se abateu no segundo tempo e, mesmo sem se esforçar, o Paraná esteve sempre mais perto do terceiro gol nos contra-ataques do que o Tigre do primeiro. Giancarlo, aos 11 e aos 15, desperdiçou boas oportunidades para ampliar.

A partida só voltou a ganhar emoção aos 34 minutos, quando os visitantes encostaram no placar. Jean Carlos cobrou falta despretensiosamente, ninguém afastou e a bola morreu no fundo das redes de Marcos, que só observou: 2 a 1. Porém, a reação ficou nisso. Sem Marino, que havia sido expulso, o Tigre não encontrou forças para empatar – o 2 a 2 daria a vaga aos visitantes – e ainda tomou o terceiro gol, aos 42, marcado novamente por Giancarlo, que sepultou a chance de reação do São Bernardo.

Racismo

Marino, do São Bernardo, disse ter sido vítima de racismo na partida de ontem . De acordo com Luiz Fernando Teixeira, presidente do clube, o jogador chorou após o ocorrido. A ofensa aconteceu quando Marino deixava o gramado após ser expulso do duelo de volta, em Curitiba.
“Dois torcedores do Paraná chegaram próximo do alambrado, perto da área de imprensa, e chamaram o atleta de macaco. Foi uma situação muito triste e constrangedora, o atleta chegou ao vestiário chorando”, disse Teixeira.
De acordo com o presidente do clube, o jogador compareceu a uma delegacia de Curitiba e registrou boletim de ocorrência do caso. O atleta foi acompanhado de três funcionários do clube e um jornalista, que testemunhou as ofensas.
Fabio Lopes, responsável pela delegacia móvel montada no estádio, informou que foi instaurado inquérito de injúria racial.

Palavras-chave:


Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: