Diagnóstico precoce é aliado no tratamento de Parkinson | Diário Regional

Diagnóstico precoce é aliado no tratamento de Parkinson

11/04/2014 13:14
Print Friendly

Tremores e rigidez muscular estão entre os principais sintomas da doença. Foto: ArquivoComemorado mundialmente hoje (11), o Dia Internacional da Doença de Parkinson busca divulgar informações e orientar a população sobre os principais sinais da doença visando ao diagnóstico precoce. Entre os principais indícios que sugerem o problema estão tremores, lentidão progressiva dos movimentos e rigidez muscular. Conhecendo os sintomas, pacientes e familiares podem levantar suspeita e procurar ajuda profissional mais cedo.

A doença de Parkinson é uma enfermidade neurodegenerativa de evolução lenta e progressiva, com grande incidência na população idosa: são cerca de 100 a 150 casos para 100 mil pessoas. Acomete ambos os sexos, diferentes classes sociais e raças. O início da doença ocorre geralmente ao redor dos 60 anos de idade, com perda progressiva de células nervosas (neurônios) na região do cérebro conhecida como mesencéfalo.

“A degeneração desses neurônios resulta na diminuição da produção de dopamina, que é um neurotransmissor importante no controle dos movimentos corporais. A deficiência dessa substância ocasiona comprometimento de movimentos automáticos como andar e falar, por exemplo”, detalhou a professora de Neurologia e coordenadora do Ambulatório de Distúrbios de Movimento da Faculdade de Medicina do ABC Margarete de Jesus Carvalho.

A causa da doença ainda é desconhecida, mas fatores genéticos, tóxicos e ambientais podem estar envolvidos. O diagnóstico é clínico, por meio do histórico do paciente e de avaliação neurológica. Casos duvidosos são encaminhados para exames subsidiários como tomografia computadorizada, ressonância magnética e exames laboratoriais. “O Dia Internacional da Doença de Parkinson objetiva alertar principalmente a população com a doença ou com suspeita, que ainda não realiza acompanhamento neurológico”, destacou a médica.

Sintomas
Diferentemente da doença de Alzheimer, pacientes com Parkinson não têm afetadas a memória e a capacidade intelectual na fase inicial. Os principais sintomas e sinais da doença são tremor em repouso, rigidez muscular, diminuição e lentificação dos movimentos, dificuldade para falar e engolir, diminuição do volume da voz (voz baixa), diminuição da percepção de cheiros e odores, distúrbio do sono, depressão, apatia, desânimo, diminuição da expressão facial, dificuldade para andar e diminuição do balançar dos braços ao caminhar, obstipação intestinal, pele mais oleosa, desequilíbrio que ocasiona quedas e, em alguns casos, dermatite seborreica e câimbras.

Apesar do Parkinson estar associado ao envelhecimento, pessoas jovens também podem ser acometidas pela doença, sendo nestes casos, com evolução mais acelerada. Um exemplo é o ator do clássico ‘De Volta para o Futuro’, Michael J. Fox, que recebeu seu diagnóstico na faixa dos 30 anos.

Palavras-chave:


Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: