Oswaldo troca meia-atacante por volante | Diário Regional

Oswaldo troca meia-atacante por volante

10/04/2014 7:54
Print Friendly

Oswaldo de Oliveira quer deixar meio-campo do Santos mais marcador no Pacaembu. Foto: Ricardo Saibun/Santos FCO Santos precisa vencer o Ituano para ficar com o título do Campeonato Paulista, no próximo domingo. Porém, no primeiro treino coletivo após a derrota por 1 a 0 para o time do Interior, na primeira partida da final, o técnico Oswaldo de Oliveira aumentou o poder de marcação da equipe titular.

Ontem (9), o treinador sacou o meia-atacante Gabriel e colocou o volante Alison no time titular. Com sete gols, Gabriel é vice-artilheiro do Santos no Paulista, ao lado de Geuvânio – Cícero tem oito. Com a alteração, Cícero atuaria mais adiantado, próximo à articulação das jogadas, ao lado de Geuvânio.

A escalação de Alison intensifica a marcação no meio-campo, setor dominado pelo Ituano no último domingo. “O Alison aumenta um pouco a nossa agressividade na marcação”, explicou o próprio volante Arouca, um dos mais beneficiados com a possível mudança, já que Alison o ajudaria a marcar. “Porém, o próprio Oswaldo já deixou claro que essa mudança não está definida ainda”, explicou o camisa 5.

Entre os possíveis testes, que vão acontecer hoje e amanhã, estão a entrada de outro volante, Alan Santos, e do atacante Rildo. Independentemente de quem entre na equipe, a saída do meia-atacante Gabriel é dada como certa pela comissão técnica alvinegra. A reportagem apurou que o técnico Oswaldo Oliveira não ficou satisfeito com o jogador no que diz respeito ao auxílio à marcação.

O lateral direito Cicinho, que não enfrentou o Ituano por estar suspenso, treinou entre os titulares e deve retornar ao time no lugar de Bruno Peres. Na lateral esquerda, Emerson, ao menos por ora, segue como titular. O lateral chileno Mena ainda não retornou de seu país, onde acompanha o funeral de seu pai, que morreu na última segunda-feira. O jogador foi liberado pela diretoria e seu aproveitamento no domingo ainda é incerto.

Para o volante Arouca, o Santos precisa ser mais agressivo e realista se quiser vencer o Ituano, domingo, no Pacaembu, e ficar com o título do Campeonato Paulista. “Faltou agressividade ao time, mas precisamos ser realistas: estávamos em um dia ruim. O Ituano jogou muito bem e nos envolveu”, afirmou.

Vila Belmiro
Assim como o técnico Oswaldo de Oliveira, Arouca lamentou o fato de o Santos ter de decidir o torneio no Pacaembu, e não na Vila Belmiro. “Na minha visão, desde quando os jogos foram marcados para o Pacaembu, acabou o favoritismo. Não tem mais vantagem”. disse.

“Não sei para quê fizemos a melhor campanha se, na hora de decidir, não podemos jogar em casa”, continuou Arouca. “Porém, isso é coisa do regulamente, nem adianta reclamar.”

Palavras-chave:


Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: