Santos reconhece dívida com o elenco | Diário Regional

Santos reconhece dívida com o elenco

09/04/2014 7:08
Print Friendly

Uvini poderá estrear na partida contra o Mixto-MT. Foto: Divulgação/Santos FCEm meio à decisão do Campeonato Paulista e em desvantagem no confronto com o Ituano após a derrota na primeira final por 1 a 0, o Santos tenta quitar débitos com o elenco. O clube deve aos jogadores os direitos de imagem referentes a fevereiro, que venceram em 15 de março.

É praxe nos clubes que a maior parte da remuneração acertada mensalmente com os atletas venha dos direitos de imagem, e não dos salários, propriamente. Na prática, o alvinegro deve a maior porcentagem dos ordenados aos jogadores.

André Zanotta, superintendente de futebol do Santos, garante que as dívidas serão quitadas até o fim da semana, antes do segundo jogo da final do Paulista. “Não há razão para alarde. O atraso não completou nem um mês e não é com todos os atletas”, disse Zanotta.

O dirigente negou que Cícero, capitão do time, tenha se reunido com diretores, como afirmou o zagueiro David Braz, para tratar do assunto. “Essa reunião não existiu. Quem está tratando do assunto é o (gerente de futebol) Zinho, que já passou aos atletas que a dívida deve ser quitada até o fim da semana”, afirmou.

Reforço
O zagueiro Bruno Uvini, emprestado ao Santos pelo Napoli-ITA até o fim da atual temporada, treinou ontem no campo do centro de treinamento (CT) Rei Pelé pela primeira vez. No clube desde o início do mês, o jogador vinha fazendo apenas trabalhos físicos na academia do clube.

Uvini foi contratado em 1º de abril, último dia permitido para transferências internacionais no Brasil. Assim, o zagueiro poderá ser escalado pelo clube alvinegro já na próxima quarta-feira contra o Mixto-MT, pela partida de volta da primeira fase da Copa do Brasil.

Na partida de ida, na semana passada, o Santos – com um time recheado de reservas – empatou por 0 a 0 com o time mato-grossense na inauguração da Arena Pantanal. Para passar à próxima fase, o Santos precisa vencer o adversário. Um empate com gols dá a vaga ao Mixto. Outro 0 a 0 leva a partida para os pênaltis.

O lateral esquerdo Me­na viajou para o Chile por causa da morte do seu pai na tarde de ontem. Liberado pela diretoria, ele não treinará hoje, quando os jogadores se reapresentam no CT Rei Pelé.
A volta do lateral à equipe era uma das mudanças em relação ao time derrotado por 1 a 0 pelo Ituano, no primeiro jogo da final do Campeonato Paulista. Suspensos por acúmulo de três cartões amarelos, Mena e o lateral direito Cicinho não atuaram no jogo de ida, no Pacaembu. Seus substitutos foram, respectivamente, Emerson e Bruno Peres.

A direção santista deixou Mena à vontade para decidir se quer ou não enfrentar o Ituano, domingo, na decisão do Estadual.

Ituano

A reportagem da Folha de S.Paulo foi impedida de entrar no treino do Ituano, ontem (8). A proibição foi determinada pelo assessor de imprensa do clube, Acaz Fellegger. O assessor reclamou de “tratamento desigual” na cobertura de Santos e Ituano, que disputam a final do Campeonato Paulista – no jogo de ida, no último domingo, o time de Itu venceu o Peixe por 1 a 0 no Pacaembu.

A atitude foi chamada de “truculenta e autoritária” pela Associação Nacional de Jornais (ANJ). “Essa atitude de não concordar com o conteúdo publicado é discriminação, desrespeito com o trabalho jornalístico. O assessor não está prejudicando apenas o veículo de comunicação, mas as pessoas de serem informadas”, disse o diretor executivo da entidade, Ricardo Pedreira.

Em nota para comentar o assunto, a Federação Paulista de Futebol (FPF) disse que a imprensa deve ser livre para exercer seu trabalho.

 

Palavras-chave:


Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: