Marcelo Lima acredita que aprovar CPI dos uniformes será difícil | Diário Regional

Marcelo Lima acredita que aprovar CPI dos uniformes será difícil

08/04/2014 12:13
Print Friendly

 Lima: “temos de parabenizar o MP pela investigação”. Foto: ArquivoApesar da pressão so­frida pelos vereadores governistas de São Bernardo para que seja instaurada a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) a fim de investigar o suposto superfaturamento na compra dos kits escolares pela prefeitura, Marcelo Lima (PPS) considera que será difícil obter mais assinaturas para o requerimento oposicionista.

“Não acredito que teremos sucesso na obtenção das assinaturas, pois eles (os governistas) têm grandes compromissos. Não sei te dizer quais são esses compromissos, mas devem ser muito importantes para contrariar o que a Justiça está indicando”, explicou o popular-socialista.

Até o final de março, o bloco oposicionista acreditava que a pressão nas ruas e nas redes sociais – a qual se tornou motivo de reclamação pública dos vereadores José Ferreira (PT) e João Batista (PTB) – garantiria mais assinaturas ao pedido de CPI. As esperanças aumentaram com a assinatura de José Alves da Silva, o Índio (PR), mas não houve mais adesões ao requerimento, que atualmente tem o apoio de oito parlamentares. São necessárias dez assinaturas para que o projeto entre em pauta.

Mesmo sabendo da dificuldade para emplacar a CPI no Legislativo, Lima afirmou que não vai desistir das negociações para obter novos apoios. “Não podemos parar ago­ra, se bem que, infelizmente, acredito que só a pressão popular poderá mudar o posicionamento dos vereadores”, avaliou o oposicionista.

Apoio
Com o requerimento da CPI estagnado, a oposição pretende focar no apoio à investigação da promotoria. O Ministério Público (MP) pediu a prisão preventiva da secretária de Educação, Cleuza Repulho; do responsável pelas licitações, Sérgio Moreira, e de mais 18 envolvidos no suposto caso de irregularidade na compra dos kits escolares entre 2010 e 2012.

“A próxima manifestação que faremos será em apoio ao Ministério Público. Ainda não temos data para isso, mas temos de parabenizar o MP e pedir agilidade no processo de pedido de prisão preventiva”, afirmou Marcelo Lima. O popular-socialista acredita que a população verá que “as denuncias não têm conotação política, mas, sim, que a oposição quer alguém melhor no comando da pasta da Educação”.

A reportagem do Diário Regional entrou em contato com os governistas para comentar o pedido de prisão preventiva contra Cleuza Repulho, mas até o fechamento desta edição nenhum vereador foi encontrado.
Há duas semanas, o bloco oposicionista organizou manifestação na qual pediu a instauração da CPI. O ato teve a participação de 300 pessoas, que caminharam pela rua Marechal Deodoro, no Centro da cidade.

Palavras-chave:


1 Comentário

  • Luiz Miranda

    Por que não pedem também a exoneração do Secretário Augusto Guarnieri que é “Ficha Suja” no TCE-SP.
    Vale notar que o SINDSERV-SBC está assistindo a todo este descalabro na “moita”, será que esse silêncio decorre dos cargos comissionados oferecidos e do apoio político prometido para a campanha do Chagas a vereador em 2016 ?
    É muito suspeito um sindicato de servidores, se silenciar em casos nebulosos como este.

Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: