Servidores de Diadema aprovam 6,73% de reajuste nos salários | Diário Regional

Servidores de Diadema aprovam 6,73% de reajuste nos salários

04/04/2014 10:18
Print Friendly

Proposta do governo do prefeito Lauro Michels foi aprovada por unanimidade - Foto: Eberly Laurindo/Especial para o DRO Sindicato dos Funcionários Públicos de Diadema (Sindema) aprovou, ontem (3), por unanimidade, a proposta de reajuste salarial de 6,73% aos servidores, segundo variação acumulada pelo Índice de Custo de Vida (ICV), do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). A porcentagem oferecida pelo governo do prefeito Lauro Michels (PV) foi aceita durante assembleia realizada na sede do sindicato e passa a valer nos vencimentos pagos no fim deste mês com retroativo a março. Dos 25 itens apresentados para negociação com a administração, apenas dois ainda estão pendentes: o aumento nos vales refeição e alimentação.

O mesmo porcentual de 6,73% que será aplicado nos vencimentos também foi proposto para corrigir os vales refeição e alimentação. Enquanto o primeiro item teria acrescimento de R$ 0,40, passando dos atuais R$ 6 para R$ 6,40 para cada servidor ao dia, o vale alimentação sofreria aumento dos atuais R$ 230 para R$ 245,47. Ambas as ofertas foram rejeitadas por unanimidade e serão renegociadas a partir da próxima segunda-feira (7).

“Queremos reabrir o debate em relação aos dois pontos rejeitados durante a assembleia (vales alimentação e refeição). É possível conseguir melhorias para esses itens e vamos iniciar o debate a partir de segunda-feira. A proposta do governo está muito abaixo do esperado e vamos brigar para chegar no que for possível. Em todos os governos passados tivemos acordos e, infelizmente, o prefeito (Lauro Michels, PV) desconhece a história”, apontou a presidente do Sindema, Jandyra Uehara Alves.

A categoria reivindicava reajuste salarial de 10%, sendo 6,42% de reposição integral da inflação segundo o ICV-Dieese e 3,58% de aumento real. “O fato de ser reajuste de uma única vez foi muito importante para a categoria”, disse Jandyra.

Entre os itens reivindicados pelo funcionalismo está o pagamento de abono de Natal no valor de R$ 1 mil a ser pago a todos os servidores em novembro. Na proposta aprovada, o governo não descarta a concessão do benefício, já que depende da evolução da receita, mas ressalta que serão realizados estudos, até outubro, para viabilizar o pagamento. Michels também concordou em adequar o salário de cerca de 100 agentes de serviços gerais e jardineiros, que recebem R$ 813,53, enquanto o piso salarial do funcionalismo municipal é R$ 935,94.

“Está bom demais”

“O que o governo tem (a oferecer) é aquilo, os 6,73%. Está bom demais e não posso dar nem mais, nem menos. Nos últimos seis anos, os servidores não tinham dois aumentos seguidos numa única fração. Então, é uma vitória para toda a categoria e os funcionários devem ficar felizes com este governo. É só ganho e não tem o que reclamar. Não vamos prometer nada que não podemos cumprir. Eles reivindicam coisas de 20 anos atrás e não é no primeiro ano do meu governo que vamos resolver tudo”, disse o prefeito Lauro Michels (PV).



Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: