Arquibancada temporária segue interditada | Diário Regional

Arquibancada temporária segue interditada

02/04/2014 7:00
Print Friendly, PDF & Email

Arquibancada teve obras interditadas após a morte de operário de Diadema. Foto: Mauro Horita/AGIF/FolhapressAs montagens das arquibancadas temporárias do Itaquerão continuarão interditadas até que a Fast –empresa responsável por essa parte da obra – apresente e implemente um projeto para aumentar a segurança dos trabalhadores no local. Representantes do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), da Odebrecht e o advogado da Fast, David Rechulsky, se reuniram ontem (1º) na Delegacia Regional do Trabalho para definir medidas a serem adotadas pela empresa. Haverá outra vistoria para determinar a liberação das atividades.

De acordo com Luiz Antônio de Medeiros, superintendente regional do MTE em São Paulo, será preciso providenciar a instalação de guarda-corpo (gradil que contorna as estruturas) e de cabos longitudinais na proteção dos funcionários (hoje, existem apenas os cabos transversais); e apresentar um projeto de proteção coletiva, que pode ser uma rede de proteção colocada acima do solo.

As obras nas arquibancadas temporárias do palco de abertura da Copa do Mundo foram interditadas na segunda-feira, dois dias após o acidente que provocou a morte de Fábio Hamilton da Cruz, de Diadema. Para os representantes do ministério, o esquema de segurança no local estava inadequado, devido à ausência de sistema de proteção coletiva.

“Verificamos e consideramos que as arquibancadas provisórias não estavam sendo feitas com a segurança suficiente”, afirmou Noé Dias Azevedo, auditor responsável pela interdição da obra no Itaquerão. Azevedo, porém, reconheceu que a fiscalização nessas estruturas só aconteceu de­pois do acidente.

Em nome da Fast, Rechulsky apresentou documentos que atestam que Fábio estava apto a realizar o trabalho em altura. “Nem todo acidente decorre de uma condição insegura no trabalho. Estamos em busca dessas medidas adicionais para gerar condições ainda mais seguras”, afirmou.

Ainda não há prazo estipulado para que as medidas sejam colocadas em prática, mas Medeiros acredita que a montagem das arquibancadas provisórias possa ser retomada na segunda-feira. Amanhã, às 10h, haverá nova reunião em que a Fast deverá apresentar o projeto e cronograma para sua implementação.

Fanático
Assistir a jogos da Copa do Mundo e do Corinthians, time pelo qual era fanático, na arena que ajudava a erguer. Era só sobre isso que o operário Fabio Hamilton da Cruz, que morreu no sábado após sofrer acidente no Itaquerão, falava ultimamente. Cruz foi enterrado no Cemitério de Diadema com parte do corpo coberto por camiseta do time do Parque São Jorge e com a calça da equipe.

“Ele falou que, por trabalhar na obra do estádio do Corinthians, iria ganhar um ingresso (para a Copa). Ele era corintiano fanático, ia ver todos os jogos do Corinthians”, lembra Claudia Martins, prima do operário. “O Fabio não via a hora de terminar a obra para assistir às partidas naquele estádio novinho.”

Palavras-chave:


Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: