Prefeitura nega auxílio a moradores de ocupação no bairro Campestre | Diário Regional

Prefeitura nega auxílio a moradores de ocupação no bairro Campestre

01/04/2014 7:32
Print Friendly

Comissão foi recebida por equipe da Secretaria de Habitação. Foto: Eberly Laurindo especial para o DRApós promessa do prefeito de Santo André, Carlos Grana, na última quinta-feira (27) de que comissão de moradores que ocupam terreno particular há mais de um mês no bairro Campestre, os participantes da reunião com a Secretaria de Habitação na manhã de ontem (31) lamentavam os resultados. “A resposta, como sempre, é não. Não podem ajudar, não podem entrar em contato com os proprietários, não podem nada”, afirmou o presidente da Associação dos Moradores Organizados por Regularização Fundiária (Amorfe), João Eudes, que participou da reunião com o secretário Paulo Piagentini.

Cerca de 100 pessoas estão, há mais de um mês, em barracos de madeira em um terreno na rua Fernão Dias, bairro Campestre. A área é particular e no dia 13 de março foi expedido um mandado de reintegração de posse. Na quinta-feira passada, aproximadamente 60 pessoas fizeram manifestação na frente da prefeitura – quando dois manifestantes chegaram a se acorrentar a um poste – e só foram embora após o próprio prefeito garantir que a reintegração não aconteceria até ontem (31), data da reunião.

Ação na Justiça
Segundo os moradores, a comissão vai verificar a possibilidade de entrar com ação na Justiça pedindo a suspensão da reintegração de posse e, de alguma forma, negociar com os proprietários da área. “Nossa esperança era que a prefeitura pudesse intermediar um encontro. (A prefeitura) dizem que não podem, mas se o poder público não pode auxiliar a população, quem pode?”, questionou Eudes.

“Disseram que não podem fazer nada. Que a área é particular e que não podem nem cadastrar as famílias no Minha Casa, Minha Vida. Ficaram de passar o contato dos donos do terreno. Mas se ninguém acha quem são os donos, como a prefeitura tem o contato?”, questionou a ajudante geral Juliana Barros da Silva, que integrou a comissão e é uma das moradoras.

Os moradores afirmaram que não vão desocupar a área antes da reintegração de posse. As empresas Calicanto Incorporadora Ltda. e Aquiléia Incorporadora Ltda. são as autoras da ação, mas nenhum representante foi localizado para comentar o caso. A Prefeitura de Santo André não permitiu que a imprensa acompanhasse a reunião, nem atendeu aos jornalistas ao final do encontro e até o fechamento desta edição não se posicionou sobre o assunto.

Palavras-chave:


Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: