Imposto de Renda: 21,6 mi de pessoas têm 30 dias para enviar a declaração | Diário Regional

Imposto de Renda: 21,6 mi de pessoas têm 30 dias para enviar a declaração

01/04/2014 12:35
Print Friendly, PDF & Email

Nos próximos 30 dias, contados a partir de hoje (1º), 21,6 milhões de contribuintes terão de prestar contas ao fisco. Esse é o contingente que ainda não entregou a declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) deste ano. A Receita Federal prevê receber 27 milhões de documentos, mas até agora apenas 5,4 milhões (20% do total previsto) já foram entregues. No ano passado, 26,034 milhões de brasileiros prestaram contas ao fisco até 30 de abril, último dia para o envio da declaração.

O programa gerador do IRPF está disponível no site da Receita Federal (www.receita.fazenda.gov.br) desde 26 de fevereiro, mas a transmissão de formulários só começou no dia 6, assim como a liberação do aplicativo que permite o preenchimento da declaração em tablets e smartphones.

O contribuinte encontrará algumas novidades no programa da declaração deste ano. A principal delas é a possibilidade de importar a declaração pré-preenchida pela Receita. Essa opção, entretanto, deverá ser usada por poucos contribuintes devido às limitações impostas pelo fisco.

A facilidade é limitada aos contribuintes com certificação digital ou representantes com procuração eletrônica. O documento pré-preenchido pode ser acessado no Centro Virtual de Atendimento da Receita (e-CAC) – o contribuinte só precisa confirmar as informações e enviar a declaração.

É obrigado a declarar o IRPF quem teve rendimentos tributáveis superiores a R$ 25.661,70 em 2013. Além disso, quem recebeu rendimentos isentos, como poupança, iguais ou superiores a R$ 40 mil tem de prestar contas ao Leão, além das pessoas que têm patrimônio superior a R$ 300 mil.

Quem obteve ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores – em qualquer valor – ou obteve sobre a atividade rural receita bruta anual em valor superior a R$ 128.308,50 também deve entregar declaração do IRPF ao fisco.

A entrega da declaração por meio de tablets e smartphones deverá ser adotada por maior número de contribuintes neste ano. É que a Receita decidiu ampliar o número de contribuintes que poderão usar usá-los. Porém, há restrições. Uma delas é a impossibilidade de enviar declaração retificadora nessas plataformas.

Cruzamento
O contribuinte deve ficar atento porque a cada ano a Receita Federal aperfeiçoa o sistema de cruzamento de dados. Com isso, as chances de sonegação são cada vez menores, mas são cada vez maiores as chances de o fisco descobrir alguma manobra visando pagar menos ou restituir mais.

Depois de entregar a declaração, o contribuinte já pode acompanhar seu processamento para verificar se está tudo em ordem ou se há alguma pendência. Se houver, é possível corrigi-la e retirá-la da malha fina.
O último dia de entrega neste ano é uma quarta-feira, véspera de fim de semana prolongado pelo Dia do Trabalho (1º de maio). Por isso, o ideal é não deixar para a última hora, especialmente para quem vai viajar. O fim do prazo será precedido por outros dois feriados (Sexta-feira Santa e Tiradentes). Quem entregar com atraso terá de pagar multa mínima de R$ 165,74. A máxima é de 20% do IRPF devido.

Palavras-chave:


Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: