Cotado para sair, Emerson falta a treino | Diário Regional

Cotado para sair, Emerson falta a treino

01/04/2014 7:37
Print Friendly, PDF & Email

Último gol de Emerson foi marcado em julho do ano passado. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansO atacante Emerson não apareceu para treinar ontem (31), no Centro de Treinamento (CT) do Corinthians. Alegou problemas pessoais, segundo a assessoria de imprensa do clube. Há reunião marcada entre a diretoria e o empresário do atleta, Reinaldo Pitta. Existe possibilidade de rescisão contratual.

A saída de Emerson é o desfecho natural para o caso que se arrasta desde o ano passado. Autor dos gols que deram ao clube o título da Copa Libertadores de 2012, o atacante enfrenta crise técnica. Não bastasse isso, o jogador alienou companheiros de elenco e conseguiu dividir a diretoria.

No final do ano passado, Emerson era peça central da reformulação de elenco pretendida pelo presidente Mario Gobbi. Porém, o Corinthians não conseguiu negociá-lo. Tite havia perdido a paciência com constantes atrasos do jogador. Na primeira vez em que perdeu a hora para o treino, o técnico Mano Menezes alertou o dirigente que Emerson estava “no limite”.

Reserva no time de Mano Menezes, o atacante vive uma seca de gols desde julho do ano passado. Com contrato até julho de 2015, o camisa 11 recebe cerca de R$ 300 mil mensais. O último gol foi feito contra o Grêmio, pelo Campeonato Brasileiro. Seus defensores na cartolagem não estão mais no clube. O ex-diretor de futebol Roberto de Andrade gostava do atleta e contornava as polêmicas em que se envolvia.

Emerson foi oferecido para vários times brasileiros e despertou interesse do Atlético-MG. Não deu certo. Também irritou grande parte do elenco ao afirmar que violência não era motivo para greve, após invasão das torcidas organizadas ao CT, no início de fevereiro.

Elias
O fundo português que detém 50% dos direitos econômicos de Elias é o principal obstáculo para o retorno do jogador ao Brasil. Com a negociação entre as partes a todo vapor, Corinthians e Flamengo precisam convencer os empresários a liberar o volante de seu compromisso com o Sporting.

Quem comanda o fundo em questão é Jorge Mendes, empresário de futebol mais famoso do mundo que, entre outros, tem Cristiano Ronaldo como seu cliente. Em 2011, o grupo pagou 3,8 milhões de euros (R$ 8,8 milhões na época) para ter metade dos direitos de Elias, que havia custado, ao todo, 8,85 milhões de euros (mais de R$ 20 milhões) ao clube português.

Para vender sua parte do volante, o Sporting precisa do aval de Jorge Mendes, que não se dá bem com a atual direção do clube. O fundo entende que pode perder dinheiro caso Elias retorne ao Brasil. Aos 28 anos, teria poucas chances de ser vendido por um valor elevado à Europa novamente.
O Corinthians fez, no fim de semana, duas propostas ao Sporting. A primeira é a de compra definitiva, que prevê pagamento de 4 milhões de euros (R$ 12,4 milhões) parcelados. A segunda é de empréstimo, e tem como objetivo ganhar mais tempo.

Palavras-chave:


Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: