Santo André perde e fica longe do acesso à elite | Diário Regional

Santo André perde e fica longe do acesso à elite

29/03/2014 13:29
Print Friendly, PDF & Email

 Markinho marcou o gol do São Bento no Brunão. Foto: Jesus Vicente/EC São BentoO Santo André ficou mais distante do acesso à elite estadual ao ser derrotado por 1 a 0 pelo São Bento na manhã de ontem (29) no estádio Bruno José Daniel. Markinho deixou o banco de reservas para marcar o gol dos visitantes, que en­traram novamente na disputa pelo G4 da Série A2 do Campeonato Paulista, e frustrou a torcida que compareceu em bom número ao Brunão para prestigiar a equipe de Vilson Tadei.

A derrota interrompeu a sequência de quatro vitórias consecutivas do Ramalhão e mantém o time do ABC com 29 pontos, agora na sexta posição. O São Bento, por sua vez, subiu para 31. A situação é complicada, mas para sorte do time do ABC, dos concorrentes diretos, só o Red Bull (34) venceu, enquanto Marília (30) e Mirassol (30) perderam. O Santo André fará mais duas partidas na competição: contra a Catanduvense, no sábado, também no Brunão, e o “clássico” contra o São Caetano, fora, no dia 13.

O placar só não foi mais dilatado porque o goleiro Saulo, do Santo André, fez ao menos cinco defesas complicadas no segundo tempo dominado completamente pelo time do Interior, diante de um Santo André pouco inspirado e com seu principal atacante, Nunes, escondido entre os defensores.

O respeito mútuo deu o tom do primeiro tempo e as duas equipes, sem espaço, pouco conseguiram criar. Com Michel bem marcado, a tarefa de armar as jogadas do Santo André ficou com Chico e Ramalho, mas sem sucesso. Pela lateral-direita, o time encontrou mais espaços. Ângelo foi bastante acionado, mas pouco produziu e, nas suas costas, o ex-andreense Makanaki preocupou a defesa mandante.

Em 45 minutos, o Santo André só chegou com algum perigo duas vezes: aos 14, quando o zagueiro Jonas escorou de cabeça cobrança de escanteio; e aos 43, após tabela entre Renato Peixe e Chico que o ex-palmeirense finalizou para fora.
Segundo tempo
O técnico do São Bento, Paulo Roberto, percebeu que o Santo André não oferecia perigo e voltou para o segundo tempo com Markinho no lugar do meia André Cunha e a alteração surtiu efeito. Em 20 minutos, o goleiro Saulo fez ao menos cinco milagres, em chutes de Tremonti (dois), Markinho, Bruno Ré e Claudio Santos.

Vilson Tadei percebeu que o Santo André não conseguia criar, colocou Cacá no lugar de Felipe Alves e o time melhorou. Aos 25 minutos, Ramalho serviu Nunes e o artilheiro, na única oportunidade que teve no jogo, chutou à queima-roupa, mas Ronaldo defendeu. Aos 31, o goleiro também espalmou para escanteio venenosa cobrança de falta de Renato Peixe, em uma das poucas aparições do bom lateral.

Quando a partida se encaminhava para um empate que de nada serviria para ninguém, o São Bento foi coroado com o gol da vitória e premiado pelo melhor futebol. Aos 46 minutos, em verdadeira lambança da defesa do Ramalhão, Junior Paulista chutou e a bola bateu nas costas de Ramalho. Na volta, sobrou livre para Mar­kinho, que chutou cruzado, de pé esquerdo. Desta vez, Saulo nada consegui fazer.

Palavras-chave:


Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: