Presidentes de partido se reúnem em Diadema, mas PT fica fora | Diário Regional

Presidentes de partido se reúnem em Diadema, mas PT fica fora

29/03/2014 12:38
Print Friendly, PDF & Email

Objetivo de Soares é realizar reunião a cada dois meses - Foto: ArquivoPresidentes de diretórios municipais de 16 partidos em Diadema se reuniram na noite de quinta-feira (27) em um jantar promovido pelo assessor especial da prefeitura Laércio Soares (PCdoB). “Resolvi fazer um teste. Foi mais para atualizar os contatos e fortalecer os partidos”, definiu o comunista. O assessor explicou que a ideia de reunir os dirigentes partidários da cidade veio na esteira de fórum que promovia quando era presidente da Câmara. “Criamos o fórum em 2011. Eu queria que os partidos pudessem se socializar e, juntos, tomar algumas decisões, dividir responsabilidades e permitir que opinassem. Tivemos muito sucesso”, lembrou Soares.

Presidentes de 25 partidos foram convidados, à exceção do PT, principal legenda de oposição na cidade. “Não convidamos o PT por um descuido. Além disso, queríamos que a reunião fosse mais serena. Achamos que seria melhor evitar promover um debate entre oposição e base governista”, explicou Laércio, sugerindo que a presença petista poderia trazer tensão ao jantar.

Apenas 16 presidentes compareceram, representando os seguintes partidos: PROS, SDD, PPS; PMN, PV, PP; PHS, PPL, PSB; PSL, PRP, PSC e PMDB. O PSD foi representado pelo secretário de Comunicação da prefeitura, Carlos Augusto Vianna, o Cacá.

“Muitos partidos, como o PMDB, me cobravam para que eu voltasse a organizar o fórum. Depois que terminam as eleições muitos partidos perdem a oportunidade de participar. Acredito que essa é uma forma de compartilhar as coisas”, comentou Laércio.

Calendário

O assessor disse que não houve tempo de aprofundar a conversa, nem de dar eventuais “puxões de orelha” em partidos da base. “Decidimos montar um calendário pa­ra fazer as reuniões bimestralmente. A próxima está marcada para o dia 22 de maio”, informou. Para Laércio, nos próximos encontros será possível aprofundar a conversa sobre a conjuntura política regional. As reuniões continuarão a ser realizadas em um restaurante, pois o assessor acredita que o ambiente é “neutro”.



Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: