S.Paulo cai nos pênaltis e dá adeus ao Paulista | Diário Regional

S.Paulo cai nos pênaltis e dá adeus ao Paulista

27/03/2014 9:27
Print Friendly

Observado por Rogério Ceni, Samuel brilha na decisão por pênaltis no Morumbi - Foto: Rodrigo Coca/Fotoarena/Estadão ConteúdoApós empate no tempo normal por 0 a 0, o São Paulo perdeu ontem (26) para o Penapolense nos pênaltis, por 5 a 4, no Morumbi, e foi eliminado nas quartas de final do Campeonato Paulista. O volante e zagueiro Rodrigo Caio desperdiçou a terceira cobrança da série são-paulina ao chutar à meia-altura. O goleiro Samuel defendeu.

Rogério, Luis Fabiano, Ganso e Osvaldo converteram seus penais. O meia Ganso chegou a errar sua primeira batida, mas o árbitro mandou o jogador cobrar novamente após Samuel se adiantar.

Agora, o São Paulo volta a campo contra o CSA, no dia 9 de abril, pela volta da primeira fase da Copa do Brasil. O Penalopense, equipe com a pior campanha na semifinal, vai enfrentar o Santos.

O detalhe é que o rival havia sido eliminado no ano passado pelo São Paulo nesta mesma fase, com gol contra anotado pelo zagueiro Jaílton. Na semifinal, o adversário do Penapolense, que não vence há sete partidas, será o Santos. Na outra semi, o Ituano, já classificado, aguarda o resultado de Palmeiras e Bragantino hoje, no Pacaembu.

Se for levado em conta a decisão de ontem, o time terá de trabalhar bastante para evitar outra surpresa. A equipe tricolor não teve nenhum destaque individual, atacou pouco, deu muitos espaços na defesa e deu trabalho para Rogério Ceni.

Se houve um destaque no Morumbi ontem foi a torcida tricolor. Apesar de não ter lotado o estádio – foram 16.955 pagantes –, empurrou o time todo o jogo e até durante as penalidades.

As primeiras manifestações mais fortes iniciaram na etapa final, quando os torcedores tentaram acordar o time com gritos de raça e “São Paulo, acredito em você”. O incentivo foi insuficiente. Os jogadores voltaram do intervalo apagados.

Nem mesmo Luis Fabiano, artilheiro da equipe no Paulista, com nove gols, brilhou. O lateral Douglas, o volante Maicon e o atacante Osvaldo, que estavam em ascensão, também foram mal.

Porém, a torcida teve paciência até com Ademílson, atacante que entrou na etapa final e que não é exatamente adorado nas arquibancadas. Nem assim foi possível.

Nos pênaltis, a cada cobrança do Penapolense os torcedores se levantaram para vaiar e tentar atrapalhar a concentração dos rivais. Também não foi possível. “Agora, sem a vaga, é se preparar para a cobrança”, resumiu o zagueiro Antonio Carlos após o confronto.



Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: