Doze empresas são acusadas por fraudes no Metrô e CPTM | Diário Regional

Doze empresas são acusadas por fraudes no Metrô e CPTM

26/03/2014 10:45
Print Friendly

SÃO PAULO – O Ministério Público apresentou à Justiça a primeira denúncia criminal do caso do cartel de trens contra 30 executivos de 12 empresas acusados de combinar os resultados de licitações em São Paulo de 1998 a 2008, em sucessivos governos do PSDB. Se o Judiciário aceitar a acusação formal de formação de cartel e fraude à licitação os denunciados passarão à condição de réus e poderão ser punidos com penas que vão de 2 a 15 anos de prisão.

A denúncia pode reforçar as investigações de outros dois setores da Promotoria sobre o caso. O Gaeco, grupo especializado de combate ao crime organizado, apura se servidores e políticos foram subornados pelo cartel ou tiveram participação nos conluios. A Promotoria do Patrimônio Público investiga situações de improbidade administrativa e busca estimar o valor do prejuízo aos cofres públicos para pedir a devolução do dinheiro.

 



Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: