Mais de 50 líderes mundiais vão discutir segurança nuclear em Haia | Diário Regional

Mais de 50 líderes mundiais vão discutir segurança nuclear em Haia

23/03/2014 7:49
Print Friendly, PDF & Email

Mais de 50 dirigentes mundiais reúnem-se a partir de segunda-feira (24) em Haia, na Holanda, para discutir como evitar ataques nucleares terroristas, em um encontro considerado decisivo pelos Estados Unidos, mas que pode ter como tema dominante a crise na Ucrânia.

À margem da Cúpula de Segurança Nuclear, e por iniciativa do presidente norte-americano, Barack Obama, os líderes do grupo das sete maiores economias mundiais (G7 – Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália e Japão) vão se reunir para discutir sanções adicionais a impor à Rússia pela anexação da Crimeia.

Segundo diplomatas, a reunião do G7 será segunda-feira, para permitir que, no dia seguinte, os participantes dediquem-se exclusivamente à discussão de meios de garantir a segurança dos arsenais nucleares mundiais e impedir que organizações como a Al Qaeda adquiram as chamadas “bombas sujas”, constituídas por explosivos convencionais e materiais radioativos.

Obama prometeu fazer da segurança nuclear um ponto central do seu legado político, tendo afirmado, em 2009, que o terrorismo nuclear era “a ameaça mais imediata e extrema à segurança global”. O presidente americano fixou como objetivo colocar em segurança todos os materiais nucleares vulneráveis e organizou reuniões de cúpula sobre segurança nuclear em Washington, em 2010, e em Seul, capital da Coreia do Sul, em 2012. Depois da cúpula de Haia, está prevista mais uma para 2016.

Um dos objetivos é convencer os países com reservas de urânio altamente enriquecido e plutônio, materiais que podem ser usados para fabricar a bomba atómica, a abdicar delas e a optar por reservas de urânio menos enriquecido.

Palavras-chave:


Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: