Oposição quer apurar na Câmara e no Senado negócios da Petrobras | Diário Regional

Oposição quer apurar na Câmara e no Senado negócios da Petrobras

20/03/2014 13:20
Print Friendly

BRASÍLIA – Provável adversário da presidente Dilma Rousseff nas eleições de outubro, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) cobrou explicações sobre sua participação na compra da refinaria de Pasadena e defendeu a criação de comissão para investigar a operação. Já a oposição na Câmara quer instalar CPI – com apoio de parte da base aliada.

Na época, Dilma (então ministra da Casa Civil) era presidente do conselho administrativo da Petrobras que deu o aval para a compra da refinaria, mas o Planalto disse que a presidente se baseou em parecer técnico “falho”, elaborado pelo então diretor financeiro da estatal, Nestor Ceveró.

Sem fazer ataques diretos a Dilma, a quem chamou de “proba”, Aécio dirigiu as críticas a Ceveró. O tucano criticou o fato de o ex-dirigente da estatal ser agora diretor financeiro da BR Distribuidora, sem receber punições pelo “parecer falho” encaminhado ao conselho administrativo da Petrobras.

O tucano classificou a operação de compra da refinaria como a “mais lesiva” da história do país e disse que a Petrobras se tornou a “OGX da presidente Dilma”, em referência à derrocada do grupo empresarial de Eike Batista.

Aécio acusou ainda o governo de “terceirizar responsabilidades”. Segundo o tucano, o presidente do conselho administrativo da Petrobras – cargo na época ocupado por Dilma – tem responsabilidade civil e penal em casos de dolo, como previsto na lei que rege as sociedades anônimas. “Comprovado o dolo, é do conselheiro que assina aquela determinação ou que aprova aquele negócio.”

Aécio sugeriu que o Senado instale subcomissão na Comissão de Fiscalização Financeira da Casa para apurar a compra da refinaria. Senadores governistas dizem concordar com as investigações, mas o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), descartou apuração do caso.



Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: