José Ferreira evita críticas a Índio em S.Bernardo | Diário Regional

José Ferreira evita críticas a Índio em S.Bernardo

20/03/2014 12:16
Print Friendly

José Ferreira: “essa CPI já nasceu morta” - Foto: ArquivoO líder de governo na Câmara de São Bernardo, José Ferreira (PT), evitou fazer criticas ao colega de base governista José Alves da Silva, o Índio (PR), que assinou o requerimento para a instauração da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que visa investigar a compra de uniformes escolares pela prefeitura. Para o petista, a decisão foi exclusiva do republicano.

“Cada vereador toma a atitude que quiser aqui (na Casa). Em nenhum momento houve pedido do governo para que os vereadores da base aliada não assinassem o requerimento. Cada um tem liberdade para fazer o que acha melhor. Se o Índio quis assinar, o que nos resta é respeitar essa decisão”, afirmou Ferreira.

Questionado sobe se o apoio de Índio para a instauração da comissão vai atrapalhar o relacionamento do vereador do PR com o governo do prefeito Luiz Marinho (PT), como ocorreu no princípio do G12 (atual G11), o petista avalia que não. “Não vai atrapalhar. Outra coisa: esse G12 tem de crescer, virar G13”, brincou José Ferreira.

O líder de governo acredita que o apoio do republicano à CPI não vai estimular outros parlamentares da base aliada a apoiar o requerimento. “Aqui na Câmara, ninguém incentiva ninguém. Cada um trabalha com sua consciência. Falei para alguns vereadores: se eu estivesse na posição do Índio não assinaria essa CPI, pois essa CPI já nasceu morta”, afirmou o petista que acredita que o fato de o Ministério Público (MP) já estar investigando o caso faz com que o Legislativo “não tenha o que investigar”.

Porém, Índio afirmou que alguns vereadores da base o procuraram para parabenizá-lo pela coragem de assinar o requerimento. O republicano acredita que mais colegas podem apoiar a CPI. “Não vou falar pelos meus colegas, pois cada um sabe o que faz, mas acredito que teremos pelo menos mais duas assinaturas”, comentou.

Os oposicionistas Julinho Fuzari e Marcelo Lima (ambos do PPS), que encabeçam o recolhimento das assinaturas, afirmaram que continuam negociando com outros vereadores o apoio à CPI, mas só vão divulgar novos nomes quando as assinaturas estiverem sacramentadas.

Minami

O vereador Hiroyuki Minami (PSDB) afirmou que tem conversado com Marcelo Lima sobre seu apoio à comissão. O tucano quer que a CPI investigue a suspeita do MP de superfaturamento na compra de tênis em 2012. Segundo a promotoria, o calçado comprado pelo Executivo de São Bernardo é 95% mais caro do que o adquirido em Santos, litoral paulista, no mesmo ano. Além disso, a prefeitura da Baixada Santista adquiriu um produto “com qualidade superior”.

Minami é o único parlamentar da oposição que não avalizou o requerimento, que até o momento tem oito assinaturas. Para entrar na pauta da Casa são necessárias, no mínimo, dez assinaturas.



Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: