Evento na UFABC discute modelos de assistência a gestantes | Diário Regional

Evento na UFABC discute modelos de assistência a gestantes

18/03/2014 10:40
Print Friendly

DivulgaçãoSANTO ANDRÉ – O campus Santo André da Universidade Federal do ABC recebe hoje (18) exibição gratuita do documentário O Renascimento do Parto. Após a exibição do filme, o público está convidado a participar do debate, que contará com mediadoras de diversas organizações que atuam na luta pelos direitos das gestantes.

Dirigido por Eduardo Chauvet, o documentário aborda o sistema atual de atendimento ao pré-natal e ao parto, com foco no cenário brasileiro. Além das estatísticas, que apontam o abuso de cesarianas – apenas no ABC, até agosto de 2013, os hospitais privados registraram taxa de 87,5% de nascimentos por via cirúrgica – e o excesso de intervenções no parto, o longa traz depoimentos de diversos estudiosos do tema, tanto brasileiros como estrangeiros.

O filme, que participará de vários festivais, já possui algumas marcas vitoriosas. O Renascimento do Parto bateu o recorde brasileiro de financiamento coletivo, tendo arrecadado R$ 141 mil. Além disso, permaneceu em cartaz por 22 semanas nas salas nacionais, sendo o segundo documentário mais visto no país em 2013, perdendo apenas para Elena.

O evento é uma iniciativa do GEH@CT, com apoio do MDDF – Movimento de Defesa dos Direitos de Moradores em Favela e do Grupo MaternaMente – apoio à gestação e ao parto ativos, integrante da Parto do Princípio – Mulheres em rede pela maternidade ativa.

Serviço

A exibição do documentário O Renascimento do Parto acontece hoje (18), às 17h30, no Auditório do Bloco A da Universidade Federal do ABC (UFABC), avenida dos Estados, 5001, Bairro Bangu, Santo André. Após o filme, haverá um debate com profissionais e militantes da área de atendimento às gestantes.



Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: