Timão vai ao Interior de olho no Morumbi | Diário Regional

Timão vai ao Interior de olho no Morumbi

16/03/2014 7:30
Print Friendly

Padre Rosalvino abençoa Itaquerão antes do primeiro treino no estádio. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansSerá difícil achar um corintiano hoje (16) que não queira saber do jogo entre São Paulo e Ituano, no Morumbi, tanto quanto o de Corinthians e Penapolense, em Penápolis, no Interior do Estado. Os rivais jogam no mesmo horário, às 16h, e seus resultados podem mudar a classificação para as quartas de final no Paulista a uma rodada do fim da primeira fase.

Não na chave do São Paulo, que lidera o Grupo A com folga. Tem 24 pontos contra 18 do Penapolense e ambos já estão classificados para a fase final. Na chave do Corinthians o Ituano é o vice-líder, com 22 pontos, dois a mais que o alvinegro, terceiro. Só os dois primeiros avançam.
O técnico Mano Menezes despistou quando questionado sobre se vai torcer para o São Paulo. Repetiu mais de uma vez que o foco é fazer o Corinthians vencer sem se preocupar com o rival. Há uma razão para isso. Mano teme que, caso o placar do outro lado não seja favorável, sua equipe seja influenciada. Ele já vivenciou duas situações em que o Corinthians foi frustrado.

A primeira foi em 2007. Mano era o técnico do Grêmio no empate por 1 a 1 com o Corinthians, pelo Brasileiro. O time paulista lutava contra o rebaixamento e, com o empate, passou a depender de vitória do Internacional sobre o Goiás, em Goiânia, o que também não ocorreu.
A segunda foi em 2008. Mano já estava no Corinthians e, na última rodada da fase classificatória do Estadual, tinha de bater o Noroeste e torcer por empate entre Santos e Ponte Preta para avançar. O empate ocorreu, mas o Corinthians perdeu por 3 a 2 e a vaga na semifinal ficou com a Macaca.

O caso de ajuda de rival considerado mais emblemático, porém, teve resultado favorável ao Corinthians. O pivô foi o São Paulo, que derrotou o Juventus e evitou o rebaixamento corintiano em 2004.

Dúvida

Hoje, o Corinthians até corre risco de eliminação se empatar ou perder – e o Ituano vencer. Até por isso, Mano Menezes confirmou força total. O técnico terá a volta do meia Jadson, que não enfrentou o São Paulo há uma semana por questões contratuais. Outra mudança será na lateral esquerda. Fábio Santos treinou como titular e deve substituir Uendel, que não vem agradado o técnico.
A única coisa que Mano não sabe nem tem controle é sobre o time que Muricy vai usar. Como o São Paulo já está classificado, pode escalar time misto e descansar os titulares que jogaram em Maceió no meio da semana. Pabon e Alvaro Pereira são cotados para a reserva. A lista pode aumentar. Mano, ainda que não admita, torce para que não.

Benção

Por volta das 9h de ontem, o estádio Itaquerão foi cenário, pela primeira vez, de uma cena que o torcedor alvinegro aguarda há mais de cem anos. Do túnel da arquibancada oeste, o time do Corinthians entrou pela primeira vez no gramado de um estádio de grande porte que pertencesse ao clube. Acompanhado do elenco, o padre Rosalvino Viñayo abençoou o estádio.

Não era um jogo. A camisa usada era de treino. Porém, o fato é que o time pisava, pela primeira vez, em seu gramado de padrão europeu. “A torcida vai ficar perto. É bom a gente ganhar porque ficou facinho de invadir. Não tem nem alambrado”, brincou Romarinho.

O público também era diferente. Nas arquibancadas, cerca de 200 operários, muitos com camisas do clube. O estádio não está finalizado. O cheiro de cimento ainda pode ser sentido em alguns lugares. Assentos e coberturas ainda precisam de arremates. Porém, o estádio estava ali, com 97% de conclusão.

Palavras-chave:


Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: