Liderança motiva Palmeiras contra a Ponte | Diário Regional

Liderança motiva Palmeiras contra a Ponte

15/03/2014 14:10
Print Friendly

Gilson Kleina: “Tenho de esperar para ver o que os exames vão dizer” - Foto: AETerminar a primeira fase do Campeonato Paulista na liderança da tabela e, assim, assegurar os mandos de campo nas fases decisivas do torneio continua sendo o objetivo do Palmeiras. Atualmente, na classificação, o Santos tem os mesmos 32 pontos do Palmeiras, mas oito gols a mais de saldo. Por isso, o técnico Gilson Kleina não deve poupar muitos jogadores contra a Ponte Preta, hoje (15), no Pacaembu, às 18h30. As principais peças do elenco foram relacionadas para o jogo.

Dos titulares mais recorrentes do time, Marcelo Oliveira, suspenso, e Wesley, com lesão no músculo posterior da coxa esquerda, são os únicos desfalques já confirmados. Em compensação, o zagueiro Wellington, que atuou pela última vez contra o Corinthians, no dia 16 de fevereiro, está recuperado de dores musculares na coxa esquerda e foi relacionado.

A provável escalação dos titulares – a depender de exames que vão avaliar se alguém está sob desgaste físico excessivo – também acontece sob efeito do resultado decepcionante contra o Vilhena, de Rondônia, pela Copa do Brasil, anteontem. A vitória por 1 a 0 não eliminou a partida de volta, marcada para 10 de abril – entre os dois jogos finais do Paulista.

Ontem, no último ensaio antes da partida, Kleina não realizou o tradicional “treino-fantasma”, no qual posiciona os atletas em campo e os faz atacar sem adversário. “Tenho de esperar para ver o que os exames vão dizer para montar a equipe. Pode ter alguém precisando muito de um descanso”, disse o técnico Gilson Kleina, em entrevista coletiva concedida ontem.

Planejamento

O Palmeiras enfrenta a Ponte Preta, hoje, e depois começa sequência de jogos decisivos tanto no Campeonato Paulista como na Copa do Brasil. Porém, para o técnico Gilson Kleina, o jogo contra o time de Campinas tem muita importância para a sequência da temporada.

“Quando fomos enfrentar o Paulista (na última rodada) também fomos para vencer e contra a Ponte não será diferente. Sábado (hoje) a dificuldade é maior. O planejamento que fizemos é que, vencendo esse jogo, a partida contra o Santos se tornará um campeonato à parte. Esse jogo é importante para poder decidir a briga na liderança geral. Vencendo, continuamos na briga”, disse o treinador.

Macaca quer pontuar para sair classificada do Pacaembu

A Ponte Preta tem mais um desafio importante às 16h de hoje (15), no Pacaembu: enfrenta o Palmeiras, líder do Grupo D com 32 pontos, e precisa pontuar na reta final de primeira fase para assegurar a classificação pelo Grupo C no Campeonato Paulista. O jogo é complicado, mas para o atacante Alemão, mesmo fora de casa o elenco tem condições de sair com bom resultado.

“Nosso time tem de atuar da mesma maneira dentro ou fora de casa. O que pode mudar é a torcida. Assim como a da Ponte Preta faz a diferença para nós, a torcida deles pode fazer a diferença para eles. Porém, isso não nos afeta, pois nós mantemos nossa mentalidade e a forma como entraremos em campo”, afirmou Alemão. “O Palmeiras é essa equipe que estamos vendo: joga com muita raça, não tem bola perdida. Vamos procurar atuar da mesma maneira, com vontade.” A equipe tem quatro pontos de vantagem sobre o São Bernardo e com uma vitória garante a classificação.



Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: