STF absolve Cunha de um crime e encerra julgamento | Diário Regional

STF absolve Cunha de um crime e encerra julgamento

14/03/2014 7:00
Print Friendly

BRASÍLIA – Sem a presença do presidente Joaquim Barbosa, o Supremo Tribunal Federal absolveu o ex-deputado João Paulo Cunha (PT-SP) do crime de lavagem de dinheiro no encerramento do julgamento do mensalão.

O maior e mais turbulento caso analisado na história do tribunal consumiu 69 sessões, ao longo de 20 meses, para que os ministros considerassem comprovada a compra de apoio político no Congresso pelo PT no primeiro governo de Luiz Inácio Lula da Silva, eleito em 2003.

Os ministros condenarem 24 pessoas, entre elas dirigentes de instituições financeiras, empresários e a antiga cúpula petista: o ex-ministro José Dirceu, o ex-presidente José Genoino e ex-tesoureiro Delúbio Soares, que cumprem pena de prisão.

Revelado pela Folha de S.Paulo em 2005, o mensalão foi o maior caso de corrupção do governo Lula. Os réus foram condenados por corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, gestão fraudulenta, peculato e evasão de divisas.

Advogados de defesa prometem ainda duas medidas: recorrer a cortes internacionais com a alegação que foi um julgamento político e entrar com recursos no próprio STF para uma revisão criminal. Esse segundo recurso é visto como de difícil execução, já que depende de novas provas, e não tem prazo para ter uma definição.



Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: