Grávida morre após ser arrastada por córrego na região do Jabaquara | Diário Regional

Grávida morre após ser arrastada por córrego na região do Jabaquara

13/03/2014 9:25
Print Friendly, PDF & Email

Mulher foi carregada pela água por cerca de 900 metros até chegar ao piscinão Roberto Marinho - Foto: Alexandre Serpa/Futura Press/Estadão ConteúdoSÃO PAULO – Uma mulher de 37 anos, grávida, morreu após cair em um córrego e ser carregada pela correnteza na região do Jabaquara, zona sul de São Paulo, na tarde de ontem (12). A vítima foi retirada da água pelos bombeiros, mas teve uma parada cardiorrespiratória e morreu no hospital. Segundo a Secretaria Municipal da Saúde, o bebê foi retirado por uma cirurgia cesariana de emergência. O menino, nascido prematuro, permanece internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Municipal Arthur de Ribeiro de Saboya.

Segundo a PM, a mulher, que não teve o nome informado, estava grávida de oito meses. A vítima estaria no interior de um barraco, na altura do número 800 da rua Alba, na Vila Babilônia. Com a forte chuva que atingiu a Capital, a construção ruiu parcialmente e a moradora caiu no córrego Águas Espraiadas.

A mulher foi carregada pela água por cerca de 900 metros até chegar ao piscinão Roberto Marinho. Inconsciente, a vítima recebeu massagem cardíaca dos bombeiros no local, mas não foi suficiente para reanimá-la. Foi levada pelos bombeiros para Hospital Saboya, onde deu entrada por volta das 17h45 com parada cardiorrespiratória. A vítima não resistiu e morreu.

A Secretaria Municipal da Saúde informou que a assistência social foi acionada para contatar conhecidos e familiares. Relatos de testemunhas indicam que a mulher teria deixado seu barraco no momento em que desabou, mas ainda assim teria escorregado e caído no córrego.

Chuva

As fortes chuvas que atingiram a cidade de São Paulo transbordaram córregos e provocaram pontos de alagamento na tarde de ontem. Por volta das 15h, o córregos do Morro do S transbordou, deixando os bairros de M’Boi Mirim e Campo Limpo, na zona sul, em estado de alerta. Mais tarde foi a vez do córrego do Ipiranga transbordar, deixando em estado de alerta a os bairros de Ipiranga e Vila Mariana, também na zona sul.

 



Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: