Veterano e novato duelam no Majestoso | Diário Regional

Veterano e novato duelam no Majestoso

09/03/2014 7:30
Print Friendly, PDF & Email

Luciano marcou quatro gols em três partidas. Foto: Daniel Augusto Jr Agência CorinthiansLuciano, 20 anos, atual talismã do Corinthians, nasceu em 1993, no Interior de Goiás. No mesmo ano, Luis Fabiano, 33, atualmente artilheiro do São Paulo, jogava na várzea de Campinas. Hoje (9), os dois medem forças no Pacaembu, às 16h, pela 13ª e antepenúltima rodada da fase de grupos do Campeonato Paulista.

O duelo pode ser determinante para a classificação alvinegra as quartas de final. O time iniciou a rodada cinco pontos atrás do Botafogo e a um do Ituano. O São Paulo já está classificado e o que importa no duelo é encerrar a série negativa de 12 clássicos sem vitórias. O último triunfo foi em dezembro de 2012 contra o Corinthians, no Pacaembu – último jogo do alvinegro antes do embarque para o Japão.

O time tricolor não terá outros clássicos na primeira fase e uma vitória é vista como fundamental no clube para dar confiança aos jogadores. Até por isso, deve recair sobre Luis Fabiano e Luciano a responsabilidade no duelo – o meia corintiano não terá a companhia de Jadson, que não jogará o clássico devido ao acordo que o trouxe para o Parque São Jorge e levou Alexandre Pato ao Morumbi.

Luis Fabiano foi titular em 11 dos 12 jogos do São Paulo no ano. Marcou oito gols e é o artilheiro do Estadual, ao lado de Léo, do Rio Claro. Revelado pela Ponte Preta em 1998, o jogador não tinha boa fase assim desde 2012, quando marcou 11 vezes nos 11 jogos que disputou no início daquele ano.

Porém, só a boa fase na temporada não servirá para o atacante, que lida com outra marca incômoda: desde que voltou ao São Paulo em 2011, disputou 17 dos 13 clássicos pelo time. O retrospecto é ruim: venceu quatro, empatou cinco e perdeu oito. Oito foi também o número de gols. Porém, o Fabuloso está há dez clássicos sem vencer e sem marcar. “Luis Fabiano está feliz. O jogador fica contente quando faz gols. Quando não faz, fica triste. Assim é o artilheiro”, resumiu o técnico Muricy Ramanho sobre seu 9.

Luciano, por sua vez, surpreendeu ao marcar quatro gols em três jogos – sendo que, em um deles, atuou por só um minuto. O técnico Mano Menezes deixou clara a intenção de escalá-lo como titular, mesmo que mude as características ofensivas do Corinthians. “Você tem de respeitar o momento dos jogadores. Senão nunca vai ter renovação. O momento é do Luciano”, explicou o treinador.

Ser titular contra o São Paulo é uma mudança e tanto em relação aos tempos em que o meia era acompanhado pelo pai nas peladas amadoras de Anápolis (GO), sua cidade natal. Agora, no Corinthians, nem Luciano esperava que tudo acontecesse tão rápido. “Não acredito que tenha sido sorte. Estava lá para fazer os gols e fiz. Se o Mano quiser me escalar em qualquer posição do meio para a frente, estarei pronto. Só quero jogar o clássico”, afirmou Luciano.
Os pais, que o acompanhavam na Capital, voltaram para Goiás. Agora, o garoto tem de encarar sozinho a vida em uma cidade grande, jogando por um clube grande. Como aconteceu com Luis Fabiano.

Palavras-chave:


Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: