Ribeirão Pires adquire área para CEU | Diário Regional

Ribeirão Pires adquire área para CEU

07/03/2014 14:00
Print Friendly

Benevides: “queremos proporcionar um futuro repleto de oportunidades” - Foto: ArquivoO prefeito de Ribeirão Pires, Saulo Benevides, afirmou que a Vila Gomes vai receber equipamento educacional com projeto inovador que será implementado no município até o fim deste ano. A prefeitura comprou uma área de 30 mil metros, localizada próximo a Faculdade Integrada de Ribeirão Pires (Firp) e o espaço será utilizado em proposta de parceria com o governo estadual. “Mais um investimento na Educação que fazemos para proporcionar aos jovens e as crianças um futuro repleto de oportunidades”, afirmou o prefeito Saulo.

A vice-prefeita e secretária de Educação, Inclusão e Tecnologia, Leonice Moura, explicou que a unidade é um projeto pioneiro do Estado. “É inédito, com atividades em período integral. É um projeto com aulas num período e atividades diversas em outro, mas completamente diferente do que existe hoje e muito mais completo do ponto de vista educacional”, destacou. O valor pago pela área foi de R$ 1,2 milhão e o ato contou também as presenças dos antigos proprietários do terreno.

Leilão

O projeto do novo espaço educacional está ligado ao leilão de áreas que a Prefeitura de Ribeirão Pires vai realizar. Com os recursos obtidos com a alienação de bens imóveis de propriedade, mediante licitação, o Executivo pretende arrecadar cerca de R$ 3 milhões e os recursos serão investidos em projetos para a cidade, como o CEU.

Os imóveis que serão leiloados não possuem destinação específica, sendo, portanto desnecessários ao Poder Público. Há áreas com situações de abandono e invasão, por exemplo, cujo estudo apontou que a alienação trará benesses à administração, sobretudo em sua capacidade de investir.

Outro fator positivo é a valorização da região e viabilidade de crescimento. Com o leilão, o particular passa a ser o proprietário e no local haverá o crescimento através de um comércio, de uma empresa ou até mesmo de uma residência. O projeto estabelece que os bens imóveis serão adquiridos no estado que se encontram, ficando sob responsabilidade do adquirente todos os eventuais ônus para imissão na posse.

 



Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: