Maioria aprova recurso e derruba CEI da Saúde em Diadema | Diário Regional

Maioria aprova recurso e derruba CEI da Saúde em Diadema

07/03/2014 8:57
Print Friendly, PDF & Email

Célio Boi: “achamos que há sim fator determinante da CEI” - Foto: Eberly  Laurindo especial para o DRApós sessão cheia de suspense, o recurso do vereador Atevaldo Leitão (PSDB) para impedir a formação da Comissão Especial de Inquérito (CEI) que visa investigar a crise na rede de Saúde de Diadema foi aprovado. Com apenas oito votos contrários, o recurso derrubou a CEI proposta pelo vereador Ricardo Yoshio (PRB).

A decisão saiu apenas ao final da sessão, que ficou marcada pela expectativa de possível reviravolta. O recurso passou por avaliação da Comissão de Justiça e Redação da Câmara, na qual os integrantes Luiz Paulo (PR) e Orlando Vitoriano (PT) deram pareceres favorável e contrário, respectivamente, faltando apenas a decisão da vereadora Cida Ferreira (PMDB), terceiro membro do grupo. Cida se reuniu com os colegas Célio Lucas de Almeida, o Célio Boi (PSB), Wagner Feitoza, o Vaguinho do Conselho (PSB), José Dourado (PSDB) e Talabi Fahel (PR). “O parecer do Orlando é muito bom, diz que há fato determinante sim”, destacou Cida Ferreira, se referindo à alegação de Leitão para derrubar a CEI, de que não havia fato determinante para a investigação.

A reunião, somada às declarações e à indecisão de Cida, criou clima de suspense durante a sessão, fazendo com que alguns vereadores da oposição tivessem esperança de a vereadora dar parecer contrário ao recurso. A resposta não poderia ser adiada e teria de ser anunciada ainda durante a sessão de ontem (6). No entanto, ao final do prazo o parecer da vereadora foi favorável ao recurso tucano. “A Constituição Federal diz que não pode usar fato abstrato. Uma investigação em sentido amplo não pode. Do contrário, a comissão ficaria perdida”, justificou Cida, dizendo que esse foi seu entendimento após ler os pareceres jurídicos.

“A bancada do PSB vai votar contra o recurso. Estudamos e achamos que há sim um fator determinante na CEI”, anunciou Célio Boi durante a votação. Segundo o parlamentar, apesar de, juntamente a Vaguinho ter sido contrário à criação da CEI, a partir do momento que foi instaurada não poderia votar contra. “Uma CEI não vai resolver o problema da saúde na cidade. Porém, havia um fator sim. Nosso voto não é para forçar nada, só não estou aqui a serviço do governo, mas sim do eleitorado”, explicou Célio Boi.

Apesar da atitude, o vereador deixou claro que continua parte da bancada governista. O apoio dos dois vereadores do PSB foi apelidado pela oposição de “revolta do Canhema”, em referência ao bairro onde residem os colegas. Nos bastidores, o voto do PSB e a indecisão de Cida foram vistos como possível recado de descontentamento por parte dos três vereadores. “Queremos lembrar que existimos”, destacou Cida depois da reunião.

Nova proposta

Após a derrota, a bancada petista apresentou nova proposta de CEI. “Acabamos de enterrar uma CEI com a alegação de que não havia fator determinante. Então, estamos apresentando uma nova com os fatores. A posição dos senhores foi técnica ou política?”, provocou o líder da oposição, vereador Josemundo Queiroz, o Josa (PT). O petista enfatizou que espera o apoio de Yoshio, idealizador da primeira proposta. “Semana que vem, provavelmente, teremos uma reunião com médicos do Hospital Municipal, se nada mudar aí irei assinar a nova CEI”, respondeu Yoshio.



Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: