Santo André cede área para Instituto Federal | Diário Regional

Santo André cede área para Instituto Federal

01/03/2014 6:00
Print Friendly, PDF & Email

SANTO ANDRÉ – A instalação de uma unidade do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP) – a primeira de Santo André e a única na região – começou a sair do papel. Na noite da última quinta-feira (27), a Câmara aprovou projeto de lei do Executivo o qual concede ao instituto o uso de área para instalação da unidade de ensino, no Jardim Cristiane, onde atualmente funciona o Centro Público de Formação Profissional Júlio de Grammont. Ao todo, serão erguidos 35 complexos no Brasil, sendo 16 em cidades do Estado de São Paulo.

O instituto tem capacidade para atender, gratuitamente, cerca de 1,5 mil alunos do ensino médio. “Para evitar que haja prejuízo, a Secretaria de Educação já está fazendo a realocação dos alunos dos cursos profissionalizantes para que tenham continuidade em outros espaços da cidade”, explicou o secretário de Relações Institucionais e Projetos Especiais, Tiago Nogueira. Segundo o titular da pasta, após a publicação da lei e tramitação legal do processo, a unidade tomará posse do espaço, que passará por reforma para adaptação.

Paralelamente, a administração realizará duas audiências públicas. “Que­remos discutir com a sociedade quais cursos são interessantes, visando à vocação de nossa cidade. Estamos prevendo uma para abril e outra em maio. Nossa ideia é estar com tudo pronto até o meio deste ano para que as aulas possam ter início em agosto”, destacou Nogueira, ao destacar a agilidade do Legislativo na aprovação da matéria.

Futuro

Embora a cidade seja sede da Universidade Federal do ABC (UFABC) e o instituto faça parte da mesma rede, o governo andreense ainda pretende buscar um novo espaço, desta vez, na região do segundo subdistrito para viabilizar a instalação de mais uma unidade do Instituto.



Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: