Prefeitura de Ribeirão Pires compra área para construir 'CEU' | Diário Regional

Prefeitura de Ribeirão Pires compra área para construir ‘CEU’

28/02/2014 10:52
Print Friendly, PDF & Email

Saulo assina da aquisição de terreno - Foto: Divulgação/PMETRPO prefeito de Ribeirão Pires, Saulo Benevides (PMDB), assinou ontem (27) a compra de área de 30 mil metros, localizado na Vila Gomes, próximo a Faculdade Integrada de Ribeirão Pires (Firp). O terreno será utilizado em um projeto do governo estadual na área educacional, o qual será implementado em Ribeirão Pires até o fim do ano.

“É mais um investimento na educação que fazemos para proporcionar aos jovens e às crianças futuro repleto de oportunidades”, afirmou o prefeito. O valor pago pela área foi de R$ 1,2 milhão. O ato teve a presença dos antigos proprietários do terreno.

Presente à cerimônia, a vice-prefeita e secretária de Educação, Inclusão e Tecnologia, Leonice Moura, explicou que o projeto do Estado é pioneiro. “É inédito e tem atividades em período integral. Vai oferecer aulas em um período e atividades diversas em outro, mas é um projeto completamente diferente do que existe atualmente e mais completo do ponto de vista educacional”, disse Leonice, referindo-se aos Centros Educacionais Unificados (CEUs), projeto que virou marca da gestão de Marta Suplicy (PT) à frente da Prefeitura de São Paulo (2001-2004) e posteriormente foi replicado em São Bernardo pelo atual prefeito Luiz Marinho (PT).

Leilões

O projeto do novo espaço educacional será custeado graças ao leilão de áreas que a Prefeitura de Ribeirão Pires pretende realizar. Com os recursos obtidos por meio da alienação de bens imóveis de sua propriedade, mediante licitação, o Executivo local pretende arrecadar algo em torno de R$ 3 milhões, que serão investidos em projetos para o município, como o do “CEU”.

Os imóveis a serem leiloados não têm destinação específica e, portanto, são desnecessários ao poder público – há, inclusive, áreas em situação de abandono e invasão. Um estudo apontou que a alienação trará benefícios à administração, sobretudo em sua capacidade de investir.

Outro fator positivo da alienação de imóveis é a valorização do local e a possibilidade de crescimento. Com o leilão, o particular passa a ser o proprietário do imóvel, que pode receber um estabelecimento comercial ou uma residência. O contrato estabelece ainda que os imóveis serão adquiridos no estado que se encontram, ficando sob responsabilidade do adquirente eventuais intervenções.



1 Comentário

  • Palmeirense RP

    Agora falta o Benevides explicar porque acabou com os circuitos de caminhada na av Brasil, jogando lama do rio nas calçadas e pneus velhos, além de cortar arvores.

Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: