7 coisas incríveis sobre doces | Diário Regional

7 coisas incríveis sobre doces

28/02/2014 5:00
Print Friendly

Não há como negar: você gosta de comer alguma coisa doce de vez em quando, mesmo que esteja entre as pessoas que teimam em dizer que preferem salgados a doces. Ótimos amigos das mulheres em TPM e perfeita companhia para quem vai passar algum tempinho na sala de um cinema, no banco de um ônibus, de um avião ou no que quer que seja. A verdade é que, para quem gosta de comer doce, qualquer hora é hora.

Se você é um chocólatra de plantão ou é do tipo de marmanjo que sempre tem um saquinho de jujubas dentro do bolso, espere até conferir alguns fatos curiosos a respeito do doce nosso de cada dia:

1 – Rio de chocolate

Foto: Reprodução/Wodumedia

A Fantástica Fábrica de Chocolates do incrível Willy Wonka tinha um rio de chocolate, e só por isso o filme já mereceria a atenção de todos, afinal quem é que não sonha em nadar em um rio de chocolate, minha gente?

Só para você morrer de inveja do elenco, o rio do filme era de chocolate de verdade mesmo! A composição continha água, creme e chocolate. O problema é que o creme misturado à gororoba toda diminuía o prazo de validade do rio e, não sei se você sabe, mas chocolate derretido com creme vencido tem um cheiro bem desagradável.

Dizem as más línguas que não era nada fácil gravar em meio ao odor podre do rio que só parecia apetitoso para quem não sentisse o cheiro. Ou seja… Desista de ter sua piscina de chocolate. Não parece ser um bom negócio.

2 – A origem dos M&Ms

 Imagem: Reprodução/Imgur

As balinhas de chocolate foram inventadas porque soldados norte-americanos queriam algum tipo de doce que não sujasse os dedos, mas que também fosse leve e pudesse ser carregado nos bolsos. Nasceram, assim, as pastilhas coloridas que todo mundo ama.

3 – A metanfetamina de Breaking Bad

 Imagem: Reprodução/Ecoteuve

Se você acompanhou a série, já sabe que a droga produzida pelo professor Walter White era a metanfetamina, uma espécie de cristal de cor azul. O ator Aaron Paul acabou viciado na droga também – mas, antes que você surte, nós explicamos: a metanfetamina de Breaking Bad era, na verdade, açúcar cristalizado com corante azul.

Sabe-se que Paul fazia todos os novos atores e figurantes experimentarem a “droga” antes de contracenar com ele. Por mais receosos que todos ficassem no começo, não tinha erro: a metanfetamina de mentirinha era sucesso total!

4 – Absinto versus Gummy Bear

Imagem: Reprodução/Man-e-toys

Vamos por partes: absinto é a famosa “bebida da fada verde”, ou simplesmente um dos destilados com maior teor alcoólico de todos os tempos. Gummy Bear são ursinhos gelatinosos que fazem a alegria da criançada. O que os dois têm em comum?

Se você estiver nos EUA talvez se depare com a venda de gummy bears de absinto, uma união bizarra dos dois nomes. Dizem que o gosto da bebida é praticamente imperceptível, mas que o efeito aparece depois da ingestão de alguns ursinhos. Algumas pessoas gostam de experimentar a iguaria com um bom café expresso! Será que combina?

5 – O emprego dos seus sonhos

Imagem: Reprodução/Sltrib

John Harrison é o nome de um cara que trabalha há pelo menos 30 anos experimentando sorvete. Só essa informação já é suficiente para que você decida mudar de profissão agora mesmo, não é verdade? Mas, por mais doce que o ofício pareça, experimentar sorvete profissionalmente não é a atividade mais doce do mundo.

Primeiro que é preciso estar com a saúde sempre em dia, desde o sistema imunológico até a higiene dos dentes e da língua. Nada pode interferir no gosto do sorvete – nem mesmo a colher! Só para você ter ideia, a usada por Harrison é feita de ouro.

Para ter um emprego desses é preciso, geralmente, ter formação superior na área de alimentos ou química. Só mais um detalhe: o funcionário não deve engolir o sorvete, mas saboreá-lo e cuspi-lo fora. Que dó!

6 – A marca do Kit Kat

Imagem: Wikipedia

Um dos chocolates mais populares de todo o mundo e que você deve conhecer como sendo um produto da Nestlé pertence à marca Hershey’s nos EUA. Bizarro, né? Nos outros países em que é vendido, o chocolatinho faz parte das gostosuras da Nestlé mesmo.

A origem de um dos petiscos doces mais populares do mundo data do século XVIII, mas a versão que você conhece até hoje foi produzida pela primeira vez em 1935, quando o nome “Kit Kat” foi também usado pela primeira vez. O nome antigo era “Rowntree’s Chocolate Crisp”.

A marca começou a se expandir nos anos 40, sendo produzida em várias partes do mundo. Em 1998, a Nestlé comprou o direito de fabricação dos chocolates em todos os países nos quais eles são produzidos, exceto nos EUA, onde a fabricante é a Hershey’s até hoje.

7 – Twix

 Imagem: Reprodução/Mundodastribos

O nome de outra delícia bastante conhecida entre os fãs de caramelo é uma fusão entre duas palavras da língua inglesa: twin (gêmeo) e sticks (bastão). Ou seja: são dois bastões de caramelo e chocolate por embalagem. E agora você sabe de onde vem o nome.

 

 

 

 

 



Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: