Comissão da Verdade realiza primeira reunião em São Bernardo | Diário Regional

Comissão da Verdade realiza primeira reunião em São Bernardo

28/02/2014 10:48
Print Friendly

Comissão da Verdade terá a ajuda da OAB de São Bernardo - Foto: Divulgação/José FerreiraApós cinco meses desde sua aprovação foi realizada, ontem (27), a primeira reunião da Comissão da Verdade da Câmara de São Bernardo, que tem como objetivo investigar os crimes de tortura e censura ocorridos no município durante o período da ditadura militar (1964-1985). Os trabalhos comandados pelo líder de governo e presidente da comissão, José Ferreira (PT), foram marcado pelos primeiros depoimentos de trabalhadores, que relataram a participação de seus chefes no apoio à ditadura, na época.

“Os trabalhadores que estiveram na reunião (de ontem) afirmaram que empresários e chefes passavam informações aos militares sobre os encontros de sindicatos e dos partidos políticos dos quais esses trabalhadores participavam. Ainda estamos engatinhando, pois foi a primeira reunião. Precisamos ver ainda como será o processo, como serão as ideias, mas minha avaliação é de que o encontro foi muito produtivo”, explicou o vereador Antônio Cabrera (PSB), que participou da reunião com seu colega de Casa Gilberto França (PMDB) e com a vereadora de Diadema Lilian Cabrera (PT), que lidera os trabalhos na Câmara de Diadema.

A reportagem contatou José Ferreira para saber de mais detalhes do encontro, mas o petista não foi encontrado. Segundo Cabrera, ainda existe uma dúvida sobre a periodicidade das reuniões, que poderão ser semanais ou quinzenais, todas no plenarinho, localizado no primeiro andar do Anexo II da Câmara. Ainda não está definida a data da próxima reunião.

O parlamentar confirmou que a comissão entrará em contato com a prefeitura em busca de informações sobre o período do regime militar e que a 39ª subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em São Bernardo – que também criou sua Comissão da Verdade – também vai auxiliar nos trabalhos da Câmara.

O projeto da Comissão da Verdade foi aprovado em setembro do ano passado, mas não saiu do papel devido à dúvida sobre o número de vereadores que participariam da reunião. Em novembro, foi decidido que cada partido teria dois representantes (um titular e um suplente), exceto nos casos de partidos representados por apenas um vereador – o parlamentar seria, automaticamente, nomeado titular.

Os titulares são: José Ferreira (PT), presidente da Comissão; Julinho Fuzari (PPS), Rafael Demarchi (PSD), Hiroyuki Minami (PMDB); Walter Tavares (PCdoB), Mauro Miaguti (DEM), Antônio Cabrera (PSB); Gilberto França (PMDB), José Alves da Silva, o Índio (PR), Pery Cartola (SDD); Ramon Ramos (PDT), João Batista (PTB) e Roberto Garcia, o Palhinha (PTdoB).
O grupo terá 180 dias para colher depoimentos e documentos. O prazo pode ser prorrogado pelo mesmo período. No final, a comissão vai gerar um relatório sobre todos os depoimentos. A intenção de Ferreira é enviar as informações para as comissões estadual e nacional da verdade.



Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: