Quatro ministros inocentam réus por crime de formação de quadrilha | Diário Regional

Quatro ministros inocentam réus por crime de formação de quadrilha

27/02/2014 10:21
Print Friendly, PDF & Email

Absolvição dos réus depende do voto de Teori Zavascki - Foto: ArquivoBRASÍLIA – Acusado de proferir um voto “político” em vez de técnico, o ministro Luís Roberto Barroso considerou que não houve formação quadrilha no mensalão e abriu caminho para o Supremo Tribunal Federal (STF) derrubar as penas deste crime para oito réus, entre eles o ex-ministro José Dirceu.

Em um clima tenso com troca de acusações entre ministros, o tribunal analisa o recurso de réus que pediram a reconsideração das condenações por formação de quadrilha. Além de Barroso, os ministros Dias Toffoli, Cármen Lúcia e Ricardo Lewandowski também votaram pela absolvição. Na primeira fase do julgamento, a condenação se deu por 6 a 4 pela condenação por quadrilha. Como tiveram quatro votos, o grupo de réus teve direito de uma reanálise de sua situação.

A absolvição dos réus depende agora do voto de Teori Zavascki, que será dado hoje e também deve ser pela derrubada do delito, consolidando um placar de 6 a 5.



Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: